Palmeiras vence o Santos na Allianz Parque

Em um clássico, nem sempre jogar bem significa vencer. Para felicidade do torcedor alviverde, na tarde deste domingo (19) na Allianz Parque foi a vez de o Palmeiras não jogar bem, mas conseguir importante vitória contra o Santos, garantindo mais três pontos em sua ascensão no Brasileirão 2015.

Ao contrário do que se seria de se esperar, o Santos manteve desde o início o domínio da posse de bola. No entanto, não conseguia traduzir essa predominância em lances agudos de gol. A primeira oportunidade de gol foi do Verdão, com chute de longa distância de Gabriel aos 5 minutos.

Aos 7 minutos, Lucas Lima cobrou falta e a bola foi para fora. Aos 12 minutos, foi a vez de Egídio cobrar falta, para defesa de Vanderlei. Aos 14 minutos, a objetividade alviverde se transformou em gol: Leandro Pereira recebeu a bola, fez bem o papel de pivô e bateu forte, de esquerda no cantinho.

O desenho da partida se manteve, mas o time praiano só chegou perto do gol alviverde (e sem grande perigo) aos 16 minutos com Ricardo Oliveira e aos 32 minutos em chute que foi para fora. Aos 40 minutos, o juiz não deu um pênalti claro em Dudu, e Leandro Pereira finalizou para fora.

O quadro da partida se manteve na etapa final. A primeira oportunidade novamente foi do Verdão, com Leandro Pereira cabeceando para fora aos 11 minutos em bom cruzamento de Robinho. As entradas de Amaral e Gabriel Jesus nas vagas de Arouca e Dudu não alterou o panorama.

Lucas Barrios fez sua estreia entrando aos 27 minutos. E o Santos teve bela oportunidade aos 28 minutos, em jogada individual de Neto Berola, que arrematou de forma perigosa. A bola passou raspando o gol do Verdão. Aos 34 minutos, Fernando Prass fez duas grandes defesas e garantiu o resultado, presenciado por mais de 38 mil torcedores.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass8,0– Seguro durante toda a partida, com direito a duas belas defesas no momento mais difícil da partida.

Lucas5,5– Discreto, ficou mais na defesa.

Victor Ramos7,0– Típico xerifão, rebatendo todas as bolas e não dando moleza ao ataque do Santos.

Leandro Almeida5,5– Jogou abaixo de seu colega de zaga, mostrando ainda estar fora de jogo.

Egídio6,0– Bem no apoio, errou passes e não se mostrou muito eficiente na defesa.

Gabriel6,5-A regularidade e a garra de sempre.

Arouca5,5– Abaixo do que normalmente joga. Saiu aos 17 minutos do segundo tempo substituído por Amaral-6,5, um bom marcador que esbanjou vontade e garra.

Robinho6,5– Bastante participativo, marcou presença na jogada do gol.

Rafael Marques5,5– Muito abaixo do que rende habitualmente.

Dudu6,0– Pouco acionado, teve alguns bons momentos. Saiu aos 17 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel Jesus-5,0, que não repetiu a boa atuação da partida contra o Asa.

Leandro Pereira8,0– Grande desempenho, com direito a golaço de esquerda e muita movimentação. Saiu aos 27 minutos do segundo tempo dando seu lugar ao estreante Lucas Barrios-5,0, que não conseguiu mostrar muita coisa.