Palmeiras vence o Red Bull em Campinas

Com um desempenho apenas mediano, o Palmeiras conseguiu uma ótima vitória pelo placar de 3 a 1 contra o Red Bull Brasil na noite desta sexta-feira (3) no estádio Moisés Lucarelli, perante 10.176 pessoas que encararam chuva para ver a partida. O destaque fica por conta de mais um gol de Borja.

Mesmo com a chuva atrapalhando, o Palmeiras começou bem a partida, com intensidade e bom toque de bola. Logo a 4 minutos, Vitor Hugo desvia para fora, após cobrança de escanteio. E aos 7 minutos, Willian abre o marcador, finalizando bem após cobrança de falta e um bate-rebate na área adversária.

O Verdão continuou melhor, e aos 17 minutos Guerra recebe livre, mas finaliza mal. O Red Bull melhora na partida, e chega com perigo aos 21 minutos, em chute forte de Elvis que Fernando Prass rebateu para escanteio e aos 26 minutos, quando nosso goleiro, com os pés, impediu Nixon de finalizar.

Keno recebeu um bom lançamento aos 29 minutos, mas demorou para dominar e foi travado na hora de chutar. Aos 34 minutos, Thalysson arrematou e a bola foi para fora. Aos 38 minutos, Edu Dracena teve boa chance, mas a zaga adversária o bloqueou na hora certa. Prass, novamente muito bem, saiu do gol e impediu contra-ataque certeiro aos 43 minutos.

Com Michel Bastos e Borja nas vagas de Guerra e Willian, o time de Eduardo Batista foi perdendo o embalo, embora tenha tido uma bela chance logo aos 6 minutos, quando Michel Bastos fez bom lançamento para Dudu, que furou na cara do gol, e aos 7 minutos, quando Saulo saiu nos pés de Borja.

A partir daí, o time do Red Bull cresceu na partida, embora sem conseguir finalizações tão precisas, sendo a melhor a de Bruno Alves aos 27 minutos. Um pouco antes, aos 23 minutos, Róger Guedes manda uma bola na trave, aproveitando falha de Saulo.

Quando a partida parecia se complicar para o time alviverde, Zé Roberto acerta belo lançamento para Róger Guedes, que finaliza bem e marca o segundo tento alviverde, aos 34 minutos. O jogo parecia resolvido, mas um bate-rebate na área palmeirense sobrou para Evandro, que não perdoou, aos 43 minutos.

Aí, o time mandante partiu para a pressão, e se arriscou a sofrer o terceiro gol. Que veio aos 48 minutos, em lançamento de Michel Bastos para Borja, que mostrou faro de artilheiro e mandou a bola debaixo das pernas de Saulo.  Três pontos que praticamente garantem o Verdão na próxima fase do Paulistão 2017.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass7,0– Fez boas defesas e não teve culpa no gol.

Jean6,5– Ficou mais na defesa e segurou bem o ataque adversário no seu setor.

Edu Dracena8,0– Mais uma grande partida do experiente zagueiro alviverde.

Vitor Hugo7,0– A garra e a dedicação de sempre.

Egídio6,0– Não brilhou, mas foi bastante útil.

Felipe Melo6,5– Muita garra, mas não muito bem nos passes.

Zé Roberto7,5– Correu e brilhou do começo ao fim.

Guerra6,0– Melhorou em relação a seu desempenho anterior. Promete. Saiu no intervalo substituído por Michel Bastos-7,0, que deu o passe para o gol de Borja e tentou vários lançamentos interessantes.

Dudu7,0– Partida estável e digna, embora não brilhante.

Keno6,5– A garra e a velocidade de sempre. Saiu aos 19 minutos do segundo tempo substituído por Róger Guedes-7,0, que fez um gol, mandou uma bola na trave e mostrou que o banco sempre faz bem para quem está mal.

Willian7,0– Fez um gol e se movimento bastante. Saiu no intervalo substituído por Borja-7,0, que ficou meio isolado mas se mostrou decisivo mais uma vez. Sobrou pra ele, o cara marca mesmo!!!!