Palmeiras vence o Corinthians no Pacaembu

O clássico foi um verdadeiro jogo de xadrez, mas no fim das contas, o xeque-mate ficou nas mãos de Lucca, que pereceu nas mãos de Fernando Prass, e de Dudu, que de cabeça superou Cassio. Um lance logo após o outro! Vitória de 1 a 0 para o Palmeiras contra o Corinthians na tarde deste domingo (3) no Pacaembu que recolocou a equipe do Verdão com força na disputa pela classificação no Paulistão 2016.

O poder de marcação do Palmeiras surpreendeu o Corinthians. Logo a 44 segundos Jean recebeu bom passe de Gabriel Jesus, mas chutou para fora.  Os lances agudos de gol, no entanto, foram raridade, pois as duas equipes seguiram à risca uma postura tática rígida e com bastante cautela de parte a parte.

Aos 15 minutos, o time de Tite chegou pela primeira vez com perigo, em jogada finalizada por Lucca que passou perto da meta alviverde. Aos 19 minutos, Zé Roberto cruzou, o zagueiro corintiano vacilou, mas Gabriel Jesus não esperava e chegou atrasado na bola. Aos 21 minutos, no entanto, o atacante alviverde chutou forte, exigindo boa defesa de Cassio.

A partida continuou assim durante todo o resto da etapa inicial, com Cassio defendendo bolas oriundas de cruzamento aos 26 e 27 minutos e uma cobrança de falta de Robinho aos 45 minutos, enquanto os corintianos só chegaram com Bruno Henrique, que bem posicionado chutou muito mal, para fora.

A segunda etapa veio com as mesmas características, e por pouco Alecsandro não abre o placar aos 8 minutos, finalizando cruzamento de Gabriel Jesus e provocando uma grande defesa por parte de Cassio. A partida permanecia repleta de marcação e de entrega por parte das equipes. 0 a 0 à vista?

Até que Thiago Martins, até então em tarde inspirada, fez um pênalti besta em cima de Giovanni Augusto. Aos 29 minutos, Lucca bate, e Fernando Prass reafirmou mais uma vez sua incrível capacidade para defender penais, evitando o primeiro gol alvinegro. E o melhor viria logo a seguir, e com um jogador, Dudu, que entrou apenas aos 16 minutos do segundo tempo.

Após cobrança de falta e desvio de Zé Roberto, a bola sobrou na área para Dudu, que cabeceou. Cassio saiu mal e não conseguiu evitar o gol alviverde, aos 30 minutos do segundo tempo. São coisas que só acontecem mesmo no futebol. O placar poderia ter sido ampliado com Dudu, mas Gabriel Jesus, impedido, tocou na bola. No fim, o Corinthians não conseguiu reagir.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass9,0– Vai dizer o que de um goleiro que pega pênalti em clássico?

Jean7,0– Muito seguro na marcação e no apoio na lateral direita, e depois também no meio campo.

Thiago Martins5,5– Vinha fazendo uma partida impecável até cometer um pênalti infantil, que felizmente não foi convertido. Acontece. Ele merece continuar no time.

Vitor Hugo7,0– Impecável na zaga, sem uma única vacilada.

Egídio7,0– Continua progredindo, especialmente no apoio ao ataque, que é o seu forte, e melhorou na defesa.

Gabriel7,0– Sua cobertura para as subidas dos laterais foi decisiva para a vitória. Seja bem-vindo, fera! Saiu aos 37 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-5,0, que entrou mal, errando passes e fazendo faltas desnecessárias.

Arouca6,0– Muita dedicação, foi um carregador de piano de luxo, e dos bons. Saiu aos 28 minutos do segundo tempo dando seu lugar para Lucas-5,5, que não comprometeu, o que não é pouco para seu padrão recente de atuações.

Robinho6,0– Correu bastante e tentou armar jogadas, embora sem tanta inspiração. Saiu aos 16 minutos substituído por Dudu-8,0, que mais uma vez provou ter estrela e marcou o gol da vitória, em lance de puro oportunismo.

Zé Roberto6,0– Bastante importante em termos táticos e bem esforçado.

Gabriel Jesus6,5– Fez boas jogadas e se mostrou à vontade no clássico. Só vacilou ao tocar na bola no que poderia ter sido o segundo gol do Verdão, em chute de Dudu. Ele estava impedido e o gol foi anulado por isso.

Alecsandro7,0– Um guerreiro, um motorzinho, um auxiliar em todas as posições. Vão continuar vaiando ele?