Palmeiras vence o Athletico-PR na Allianz Parque e lidera Brasileirão

Foi um jogo duro, muito truncado e no qual a marcação virou a tônica. No entanto, com raça e muita segurança, o Palmeiras venceu o Athletico-PR na tarde deste sábado (8) na Allianz Parque pelo placar de 1 a 0, resultado justo que manterá o Verdão na liderança do Brasileirão 2019, mesmo sem os três pontos que ganhou de forma legítima em campo contra o Botafogo. São sete vitórias e um empate em oito partidas, até o momento.

Jogando contra um adversário muito bem postado em campo, e bastante fechado em sua defesa, o Palmeiras criou sua primeira boa chance aos 5 minutos, com chute cruzado de Dudu que passou perto da meta paranaense. Aos 12 minutos, Nikão acertou um belo arremate, que Weverton desviou para escanteio. O Verdão só voltou a ameaçar aos 23 minutos em cabeçada de Deyverson para fora, em bom cruzamento de Bruno Henrique.

Aos 28 minutos, Dudu fez uma boa jogada, mas errou no chute e mandou longe. Aos 32 minutos, mais uma vez Nikão chutou forte e Weverton novamente mandou para escanteio. O atacante athleticano chegou a ser expulso aos 37 minutos por acertar o goleiro alviverde, mas graças à intervenção do VAR, o vermelho virou cartão amarelo. Roni aos 43 teve boa chance, mas Felipe Melo interceptou e mandou para escanteio.

 

O segundo tempo começou a esquentar aos 8 minutos, quando Zé Rafael perdeu um gol incrível, finalizando mal, para fora, após um cruzamento preciso de Dudu. Aos 12 minutos, Lucas Lima aproveitou rebote de lateral cobrado por Dudu e chutou para fora. Aos 13 minutos, Deyverson ficou cara a cara, chutou forte e Santos desviou para escanteio. Logo a seguir, Felipe Melo arrematou para fora, com a bola passando perto do gol.

Acuado, o time paranaense não conseguia sair para o contra-ataque, e continuou tomando sufoco. Aos 21 minutos, Raphael Veiga, que havia acabado de entrar, teve uma boa oportunidade, mas chutou mal, Aos 32 minutos, no entanto, cobrou com maestria pênalti feito por Marcio Azevedo em Dudu e abriu o marcador. O Athletico teve a sua única oportunidade na etapa final aos 37 minutos, com Leo Citadini chutando forte e Wevertone espalmando.

Mas foi só, pois os paranaenses não conseguiram mais chegar na sólida defesa alviverde. Raphael Veiga quase marca mais um, aos 44 minutos, e Moisés exigiu boa defesa de Santos ao cobrar com força uma falta. No fim das contas, a consistência da partida dos comandados de Felipão teve a premiação merecida.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton-8,0- Pelo menos três defesas importantes e muita segurança

Marcos Rocha-6,0- Não brilhou, mas foi bem regular.

Antônio Carlos-7,0- Atuação sólida e sem vaciladas

Edu Dracena-7,0- No mesmo nível de seu colega de zaga.

Diogo Barbosa-6,5- Esforçado durante toda a partida

Felipe Melo-7,5- Bela partida, com direito a muita entrega e presença no ataque. Saiu aos 39 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-sem nota.

Bruno Henrique-5,0- Mediano. Saiu no intervalo dando lugar a Moisés-6,5, que ajudou o Verdão a ganhar a disputa pelo meio-campo.

Lucas Lima-6,0- Partida mediana, com alguns bons passes. Saiu aos 21 minutos do segundo tempo substituído por Raphael Veiga-7,5, que marcou o gol da vitória e se movimentou bastante.

Zé Rafael-6,0- Esforçado, mas abaixo do que já fez na temporada.

Dudu-8,5- Boas assistências, além de ter sofrido o pênalti que nos deu a vitória

Deyverson-6,0- A dedicação de sempre, mas vacilou em passes e nas finalizações