No Mané Garrincha, Palmeiras bate o apito e o Flamengo

O Palmeiras fez uma ótima partida em Brasília e conseguiu vencer pela primeira vez no Brasileirão jogando fora de casa. Com Fabrício do lado esquerdo e o ataque formado pelo trio Dudu, Jesus e Guedes, o Palmeiras dominou a partida e poderia ter feito até mais gols.

Mais uma vez, o técnico Cuca prioriza o ataque e o resultado saiu rápido. Logo de cara, Gabriel Jesus abriu o placar depois de uma entregada da zaga do Flamengo para Tche Tche, que fez um belo passe para o Jesus tirar do goleiro e fazer mais um gol com a camisa do Palmeiras.

O Flamengo conseguiu o empate logo em seguida, com um chute surpreendente do Alan Patrick, que pegou o Fernando Prass de surpresa. Ele chegou a relar na bola, mas não conseguiu impedir o gol de empate do Flamengo.

Depois disso, o Palmeiras dominou as ações, mas não conseguia transformar isso em chances de gol. O lateral Fabrício sentiu o peso da estreia e pouco subia para o ataque. Com muito mais espaço, o esforçado Moisés conseguiu desempenhar muito bem o papel de meia.

Para a segunda etapa, o Palmeiras voltou com o freio de mão puxado e o Flamengo arriscou uma reação, principalmente pelo nosso lado esquerdo. Foi aí que o Cuca tirou uma solução incrível do fundo da cartola. Ele sacou o Matheus Sales do meio e meteu o Luan do lado esquerdo, quase como um antigo ponta.

Na hora, ninguém entendeu nada. Com tantas opções no banco de reservas, como ele foi pegar esse cara que estava quase esquecido ali? Bem, goste dele ou não, a alteração deu certo e a pseudo reação do Flamengo acabou por ali. Eles ainda tiveram uma chance com Fernandinho, de cabeça, mas foi só.

BRASÍLIA, DF - 05.06.2016: FLAMENGO X PALMEIRAS - A torcida da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do CR Flamengo, durante partida válida pela sexta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Mané Garrincha. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

(Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Depois disso, aconteceu exatamente o que todos previam.  A arbitragem deixou de marcar um pênalti absurdo, cometido pelo zagueiro do Flamengo que desviou com a mão um cruzamento de Luan. Se o árbitro não viu, o bandeirinha (que estava na linha da bola) deveria ter assinalado a penalidade.

De novo, muita reclamação em campo e uma sensação de impotência. Praticamente toda semana, o Palmeiras tem sido prejudicado em lances fáceis como este e a diretoria não faz nada para se impor. Desse jeito, fica complicado pensar em título.

O Palmeiras seguia no ataque e, com a entrada Cleiton Xavier na vaga de Roger Guedes, a pressão se intensificou. Um zagueiro do Flamengo não conseguiu interceptar um lançamento e a bola sobrou pra Gabriel Jesus que tirou do goleiro e mandou pro gol. Cesar Martins estava na linha do gol e fez um linda defesa, de mão trocada, e mandou a bola pra fora.

Desta vez, o juiz teve que marcar a penalidade e expulsar o jogador do Flamengo. Jean, que fez uma ótima partida, foi lá e fez. 2×1.

Gabriel Jesus gol Flamengo x PalmeirasMesmo com o placar a seu favor, o Palmeiras continuou no ataque e teve chances, principalmente pelo lado esquerdo (com Luan) e Dudu para ampliar a contagem. Rafael Marques entrou na vaga de Dudu e foi vergonhosamente derrubado na entrada da área pelo Márcio Araújo. Mais uma vez, a arbitragem fez que não viu e não marcou NADA!

Isso sem contar que um zagueiro do Flamengo ainda meteu a mão na bola dentro da área nos minutos finais da partida e ficou por isso mesmo. Enfim, o Palmeiras jogou muito melhor, quando caiu de produção Cuca acertou a equipe e o placar foi justo.

O que não dá mais pra engolir é que o time seja prejudicado com tanta frequência e que ninguém dentro do clube seja capaz de se pronunciar sobre esse estado de coisas.

Agora é contar os dias para a chegada do dérbi do dia 12 de junho. A data é especial desde 1993, é o meu aniversário e quero uma vitória de presente.

Abraço a todos!