Palmeiras vence o América-MG em Londrina

O Palmeiras não precisou fazer muita força para vencer o América-MG na tarde deste domingo (9) em Londrina. Com um desempenho suficiente para não correr riscos, o time ganhou a partida pelo placar de 2 a 0, um gol em cada tempo, e manteve mais sólida do que nunca a liderança do Brasileirão 2016.

O início de partida para o Verdão não poderia ter sido melhor. Logo a 1 minutos, Róger Guedes faz bela jogada e chuta forte, com o goleiro adversário desviando para escanteio. Na cobrança, a bola é rebatida e Tchê Tchê chuta firme, de fora da área e no cantinho, para abrir o marcador, a 2 minutos.

Com um sol fortíssimo, o Verdão prosseguiu dominando a posse de bola e impedindo o América-MG de tentar alguma coisa. Aos 13 minutos, Erik se livrou dos defensores, mas finalizou para fora. A partir daí, as jogadas realmente claras de gol não mais aconteceram, com o time mandante acertando seu primeiro chute real a gol aos 33 minutos, para fácil defesa de Jailson.

O Verdão quase marca o seu segundo gol aos 8 minutos, mas Moisés finalizou mal e não marcou. Aos 16 minutos, Michael cabeceou para fora em rara chance do América-MG. E a partir daí, a partida entrou em momento totalmente modorrento, sem nada a ser destacado. Só aos 39 minutos ocorreu uma nova chance, com Messias desviando para fora uma cabeçada de Rafael Marques.

Mas ainda tinha coisa para acontecer na partida. Coisa boa. Alecsandro, depois do martírio da suspensão injusta, voltou a campo e, aos 42 minutos, recebeu bom passe de Zé Roberto e, com a experiência que ganhou nesses anos todos, ampliou o marcador, coroando essa importante vitória para o Palmeiras.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson7,0– Partida absolutamente tranquila, mostrando segurança nas raras vezes em que foi exigido.

Jean6,0– Muita disposição e aplicação.

Edu Dracena6,5– Não teve trabalho, mas também não deu chances ao ataque adversário.

Vitor Hugo6,0– Partida sóbria do nosso adorável zagueiro artilheiro.

Egídio6,0– Discreto, mas muito determinado, especialmente na marcação.

Tchê Tchê7,0– Voltou a jogar bem, com direito a um belo gol logo no início da partida.

Moisés6,5– Muita coordenação e raça no meio campo. Cansou e saiu aos 28 minutos do segundo tempo, substituído por Cleiton Xavier-5,5, que foi discreto, mas ajudou a manter a posse de bola.

Zé Roberto7,0– Muita disposição, dedicação e energia desse incrível vovô garoto.

Dudu6,0– Não brilhou, mas esbanjou dedicação e disposição em campo. Saiu aos 37 minutos do segunto tempo substituído por Rafael Marques-5,0, que ajudou a manter a bola no ataque.

Róger Guedes6,0– Vai aos poucos retomando seu melhor futebol, especialmente na hora de ajudar a marcação defensiva.

Erik5,5– Não brilhou, mas se mostrou útil. Saiu aos 13 minutos do segundo tempo dando sua vaga para Alecsandro-7,0, que se mostrou falta de ritmo lutou bastante e ainda fez o gol que definiu a vitória alviverde.