Palmeiras vence Millonarios e sai na frente na Sulamericana

Ninguém tem dúvidas de que a Copa Sulamericana é uma competição secundária para o Palmeiras neste momento, em função da difícil situação que vivemos no Brasileirão 2012.

Mesmo assim, a equipe palestrina mostrou na noite desta terça-feira (2), perante 6.549 torcedores no estádio do Pacaembu, força para vencer o Millonarios, da Colômbia, por 3 a 1. O jogo de volta, válido pelas oitavas-de-final do torneio, será realizado em Bogotá no dia 23.

Logo no início da partida, o primeiro susto: Maikon Leite saiu contundido com uma entorse no tornozelo direito, dando sua vaga a Luan. Roman, Daniel Carvalho e Obina já estavam substituindo os poupados Thiago Heleno, Valdívia (no banco) e Barcos.

Mesmo sem forçar muito, o primeiro gol surgiu logo aos 12 minutos. Daniel Carvalho, no meio campo, lançou Obina de forma brilhante. O atacante dominou bem a bola e não deu chances ao goleiro adversário. Uma goleada parecia estar a caminho.

No entanto, não foi o que ocorreu. Com muita posse de bola, o Verdão criou poucas oportunidades reais de gol, vivendo de dois chutes de fora da área de Daniel Carvalho, um mais perigoso de Luan também de longa distância e uma cabeçada de Artur que o goleiro mandou para escanteio. Os colombianos não nos incomodaram nessa fase inicial da partida.

Para o segundo tempo, com Thiago Real na vaga de Márcio Araújo, o time voltou com mais criatividade e não demorou a ampliar o placar. Luan avançou pela esquerda do nosso ataque e cruzou. Thiago Real aproveitou e, aos 8 minutos, fez 2 a 0. Aos 23 minutos, novamente Thiago Real faz bela jogada e proporciona boa oportunidade a Obina, que chuta forte e exige boa defesa do goleiro Delgado.

A partir daí, no entanto, o time colombiano, graças a alterações feitas por seu treinador, cresceu na partida e começou a exigir bastante do goleiro Bruno, que fez pelo menos quatro defesas difíceis entre os 24 e 30 minutos, provando estar bastante atento na partida.

Valdívia entrou aos 32 minutos no lugar de Daniel Carvalho com a função de reequilibrar a partida. Luan deu bom passe para Juninho, que cortou o zagueiro adversário e chutou forte aos 33 minutos, com Delgado fazendo boa defesa. Por pouco o tão contestado lateral não fez um golaço.

Aos 39 minutos, o esforço do Millonarios rendeu fruto. O atacante Cosme aproveitou uma rara falha de Maurício Ramos e cruzou. Afobado, Artur desviou contra as próprias redes.

Quando a coisa parecia poder se complicar de bobeira, a zaga colombiana tratou de retribuir a pixotada alviverde, com seu zagueiro (pressionado por Valdívia) recuando de forma desastrosa a bola para o goleiro Delgado. Luan chegou antes, driblou o arqueiro adversário e, aos 42 minutos, definiu o placar de 3 a 1, que nos possibilitará perder por um gol de diferença na Colômbia e ainda assim avançar na Copa Sulamericana.