Palmeiras vence Grêmio no Sul de maneira heroica

Desacreditado por tudo e por todos, o Palmeiras soube superar as dificuldades e, mesmo jogando com um a menos durante quase 20 minutos, conquistou uma vitória contra o Grêmio na arena do adversário. Isso, na fria noite desta terça-feira (20) perante 47.852 torcedores e contra um adversário forte, especialista em mata-matas e o mais recente time brasileiro a vencer a Taça Libertadores da América, em 2017. O empate na próxima terça (27) garantirá ao Verdão a sonhada classificação para a semifinal do maior torneio das Américas.

Como seria de se esperar, o time de Renato Gaúcho veio a campo disposto a tocar a bola e tentar envolver o sistema defensivo alviverde. O Palmeiras até surpreendeu com uma finalização de Dudu logo a 2 minutos, na área adversária. Mas o Grêmio logo tomou as rédeas da partida. Aos 7 minutos, Jean Pyerre ameaçou a meta de Weverton, em arremate que passou perto da meta alviverde.

Logo a 8 minutos, Felipe Melo tomou um cartão amarelo besta que custaria muito caro mais tarde. Aos 14 minutos, Alysson fez boa jogada e chutou forte, para boa defesa de Weverton. Aos 22 minutos, o perigoso Everton Cebolinha cabeceou para fora, após cobrança de escanteio.

Aí, em um raro contra-ataque no qual não erramos o passe, surge uma falta providencial. Marcos Rocha rola para Gustavo Scarpa, que acerta um canudo. O Palmeiras abria o marcador, aos 32 minutos. O time da casa tentou não se afetar, mas só ameaçou de novo aos 34 minutos em chute de Everton para fora.

De forma surpreendente, a equipe treinada por Felipão conseguiu duas belas oportunidades para ampliar o marcador, ambas aos 3 minutos. A primeira veio em boa cabeçada de Dudu que exigiu bela defesa de Paulo Vitor, desviando para escanteio. A seguir, Luiz Adriano cabeceia para fora, também com perigo.

O jogo, a partir daí, desenhou-se da seguinte forma: o Grêmio pressionando e tentando abrir a defesa alviverde, enquanto o time paulistano tentava armar um contra-ataque mortal para definir o placar. O Grêmio veio com perigo aos 9 e 11 minutos. Aos 18 minutos, contra-ataque verde ameaça a defesa gremista.

Aos 23 minutos, novamente Everton dá um susto na torcida do Verdão, mas Weverton aparece mais uma vez. Aos 29 minutos, Willian finaliza fraco em outro contra-ataque perigoso. E aos 30 minutos, Dudu fica perto de ampliar o placar, chutando bem e a bola batendo na trave e indo para fora.

Quando o segundo gol alviverde parecia muito viável, Felipe Melo toma o segundo amarelo e recebe o cartão vermelho. Com um a menos, o Palmeiras se defendeu com muita garra, e o Grêmio, embora tenha tentado bastante, não conseguiu criar nada além de uma falta, que Jean Pyerre não soube aproveitar. Final feliz!

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton- 8,0- Muito seguro durante toda a partida.

Marcos Rocha- 7,0- Suou a camisa e ajudou muito no apoio e especialmente na marcação.

Luan- 7,5- Impecável pelo alto e por baixo.

Gustavo Gómez- 7,0- Aos poucos vai recuperando sua boa forma, especialmente no jogo aéreo.

Diogo Barbosa- 6,0- Discreto, mas com muita garra.

Felipe Melo- 4,0- Lutou muito, ,mas tomou dois amarelos de bobeira, e deixou o time na mão na hora decisiva.

Bruno Henrique- 6,0- Discreto, mas melhor do que nas partidas anteriores

Gustavo Scarpa- 8,5- Vai falar o que do cara que fez um golaço, com a bola indo a 100 km por hora? Saiu aos 21 minutos do segundo tempo para a entrada de Raphael Veiga-6,0, que virou um volante e foi bem útil.

Dudu- 7,5- Chamou a responsabilidade e ainda ajudou na marcação, só pregando no finalzinho.

William- 5,0- Ainda sem muito ritmo, embora tenha se esforçado bastante. Saiu aos 34 minutos do segundo tempo para dar lugar a Thiago Santos-5,0, que afora um cartão amarelo bobo logo ao entrar ajudou a manter a vitória.

Luiz Adriano-6,0- Recuperando aos poucos a forma. Vai ser muito útil. Saiu aos 28 minutos do segundo tempo substituído por Carlos Eduardo-6,5, que deu duas boas assistências e surpreendeu.