Palmeiras vence Fiorentina e ganha troféu Julinho Botelho

Por Fabian Chacur

Em partida na qual conseguiu o resultado favorável na primeira etapa e o garantiu na segunda, o Palmeiras venceu a Fiorentina da Itália pelo placar de 2 a 1 na noite desta quarta-feira (30) no estádio do Pacaembu, perante mais de 20 mil torcedores. A vitória nos garantiu o troféu Julinho Botelho, em jogo válido pela Copa Euroamericana em sua segunda edição.

O começo da partida viu o time italiano com uma equipe aparentemente mais arrumada, enquanto o Palmeiras buscava tocar a bola e acelerar o jogo na base dos contra-ataques. Aos 11 minutos, o atacante Babacar perdeu gol feito, após jogada originada pelo lado direito da defesa alviverde.

Logo a seguir, a velha máxima “quem não faz, toma” se concretizou a nosso favor. Victor Luis recebeu bom passe e, de fora da área, acertou uma bomba de pé esquerdo que foi no cantinho do goleiro brasileiro Neto. Aos 13 minutos, o Verdão saía na frente, e ganhava confiança na partida.

Sem aproveitar os espaços dados pelo lado direito da defesa alviverde, a Fiorentina penava com algumas boas jogadas do meio-campo a.lviverde, no qual Allione foi aos poucos se soltando. Aos 27 minutos, Wesley chuta e a bola desvia para escanteio, passando perto do gol adversário.

Aos 27 minutos, Joaquin perdeu mais uma boa chance, concluindo mal boa jogada feita pela equipe italiana. E aos 35 minutos, a boa notícia: Leandro recebeu bom passe, avançou com categoria e chutou com confiança, fazendo nosso segundo gol aos 35 minutos, ele que não marcava há tempos.

A etapa inicial se encerrou com Joaquin batendo falta e exigindo uma defesa tranquila para Fábio. A surpresa ficou por conta da boa partida do volante Josimar, enquanto o lateral-direito Weldinho esbanjou erros no apoio ao ataque e pouca eficiência na marcação, virando uma avenida.

O Verdão quase amplia o marcador aos 3 minutos em belo chute de longa distância que Neto voou para desviar rumo à linha de fundo. Com o início das substituições (cinco para cada lado), no entanto, a Fiorentina cresceu na partida, enquanto o Palmeiras viu seu rendimento cair.

Fábio teve de fazer boa defesa aos 15 minutos, enquanto Pasqual mandou um balaço na trave aos 19 minutos. A pressão italiana se concretizou em gol aos 27 minutos, quando o ótimo Rossi, que havia entrado há pouco, recebeu bola em contra-ataque, livrou-se de Victor Luis e tocou na saída de Fábio.

A partir daí, a Fiorentina mandou no jogo, com Tomovic perdendo gol feito aos 37 minutos e Piccini mandando para fora aos 40 minutos após passe açucarado de Rossi. Mas o Verdão conseguiu aguentar a pressão, e faturou o troféu feito em homenagem ao craque dos anos 50 e 60 Julinho Botelho, que jogou nas duas equipes com grande destaque.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio6,5– Fez boas defesas e contou com a sorte em momentos decisivos, não tendo culpa no gol dos italianos.

Weldinho4,0– Como de praxe, fraco no apoio ao ataque e uma verdadeira avenida em termos de marcação.

Wellington6,0– Seguro, fez boa dupla de zaga com Marcelo Oliveira. Saiu aos 27 minutos dando sua vaga a Victorino-5,0, que mostrou muita vontade e ajudou a segurar o jogo no finalzinho.

Marcelo Oliveira7,5– Nova partidaça na zaga, salvando todas as bolas e dando segurança à defesa. Essa é a posição dele, não lateral-esquerda ou volante.

Victor Luis6,5– Além de ter se destacado na marcação e no apoio ao ataque, marcou um golaço. O garoto vai tomando conta da posição.

Josimar7,0– Surpreendentemente bem na marcação, ainda quase faz um golaço em chute de longa distância.

Wesley6,0– Melhor do que nas últimas partidas, ajudou na armação. Deu seu lugar aos 23 minutos para Leo Cunha-sem nota, que não foi visto em campo.

Mendieta5,5– Com desempenho de mediano para bom no meio-campo. Deu seu lugar aos 14 minutos para Patrick Vieira -5,5, que entrou mal mas melhorou bastante na parte final da partida, esbanjando disposição

Allione6,0– Para quem acabou de chegar, esbanjou boa vontade e garra, com lampejos interessantes de categoria. Deu seu lugar aos 23 minutos para Mazinho-sem nota, que demonstra estar na hora extra de Palmeiras, não jogando absolutamente nada.

Leandro6,0– Bem melhor do que em partidas anteriores, foi bem na criação ofensiva e ainda fez um belo gol, o da vitória contra o time italiano. Continue assim, garoto!

Erik5,5– Muita vontade e disposição em campo, embora sem grandes participações no jogo. Saiu para dar lugar a Bernardo-5,0-, que alternou um ótimo chute e bons passes a momentos de dispersão.