Palmeiras vence Coritiba no Pacaembu

Em partida difícil contra um adversário que luta para fugir do rebaixamento, o Palmeiras conseguiu uma importante vitória contra o Coritiba pelo placar de 1 a 0  na noite desta segunda-feira (18) no estádio do Pacaembu. Perante mais de 26 mil pessoas, o time alviverde não brilhou, mas ao menos demonstrou capacidade para se manter no G-4 do Brasileirão 2017.

Valendo-se de uma escalação bem ofensiva, com direito a Jean como primeiro volante e três atacantes, o Palmeiras começou pressionando o Coritiba, e conseguiu dar bastante trabalho ao goleiro Wilson, que fez boas defesas aos 5 minutos e aos 7 minutos (duas vezes, ambas com Deyverson).

O lateral Egídio arriscou um chute de fora da área e a bola passou perto do gol, com força. Aos 15 minutos, o time paranaense chegou com perigo pela primeira vez, em cruzamento de Thiago Carleto que Fernando Prass rebateu bem. Aos 17 minutos, o mesmo jogador arrisca, a bola desvia e vai para escanteio.

Logo a seguir, mais uma oportunidade do Coxa, e nova ótima defesa de Prass em cabeçada de Alison Maia. O Verdão só traria perigo novamente ao adversário aos 23 minutos, com Deyverson fazendo boa jogada e finalizando para mais uma defesa segura e importante do experiente goleiro adversário.

Quando a partida parecia complicada, uma jogada individual resolveu a parada. Dudu veio pelo lado esquerdo do ataque alviverde, livrou-se do seu marcador e cruzou rasteiro para Jean, que, como se fosse um atacante, finalizou sem a menor chance para Wilson. 1 a 0 Verdão, aos 39 minutos.

Dudu, novamente pelo setor esquerdo do ataque verde, ficou cara a cara com o goleiro adversário, que no entanto defendeu com o pé e evitou o segundo gol alviverde. E aos 46 minutos, Egídio arrisca outro chute, e novamente a bola passou perto do gol.

O Coritiba voltou com duas alterações e uma proposta de jogo mais ofensiva para a etapa final, mas foi o Verdão que quase amplia o marcador logo aos 4 minutos, em desvio contra a própria meta de Alyson Maia que o veterano e ótimo Wilson salvou de forma quase milagrosa, em grande defesa.

Mesmo com mais posse de bola, a equipe treinada por Marcelo Oliveira não conseguiu criar chances de gol realmente agudas, com a exceção de uma cobrança de falta que Fernando Prass espalmou de forma brilhante, aos 20 minutos. E o Palmeiras garantiu sua 12ª vitória no torneio nacional.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass7,5– Quando a bola chegou, ele se mostrou preciso e garantiu a vitória alviverde.

Mayke5,5– Desempenho regular, sem brilho, mas eficiente.

Edu Dracena7,0– Muita segurança durante todo o jogo.

Juninho7,0– Ótima atuação contra a sua ex-equipe.

Egídio6,0– Muito esforçado e dedicado, embora errando alguns passes bestas.

Jean7,0– Se não teve uma atuação brilhante, foi decisivo ao fazer o gol da vitória, em finalização típica de atacante. Saiu aos 37 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-6,0, que ajudou a garantir o resultado.

Tchê Tchê6,0– Discreto, mas bastante eficiente.

Moisés5,5– Ainda em fase de recuperação, errou diversos passes e não acertou bons arremates a gol.

Dudu7,0– A assistência do gol da vitória saiu de seus pés.

Keno5,5– Muito esforçado, mas tecnicamente abaixo do que sabe. Saiu aos 17 minutos do segundo tempo substituído por Róger Guedes-5,0, que tentou dar mais velocidade ao time e não brilhou, mas ajudou o time.

Deyverson6,0– Mesmo irregular, acabou criando alguns momentos importantes que poderiam ter se convertido em gols. Saiu aos 37 minutos do segundo tempo, dando sua vaga a Borja-sem nota, que entrou quando o time precisava garantir o resultado e praticamente não atacava mais.