Palmeiras vence Coritiba e espanta a zica no Brasileirão

Por Fabian Chacur

Ufa! Em partida na qual esteve melhor do que o adversário, mas na qual também deu suas vaciladas, especialmente na parte final, o Palmeiras conseguiu espantar a zica e voltou a vencer no Brasileirão 2014, superando o Coritiba por 1 a 0 na noite deste sábado (23) no Pacaembu.

Com Juninho de volta e apenas Marcelo Oliveira como volante de fato, o Palmeiras tomou um susto logo de cara em jogada de Zé Love com menos de 25 segundos de jogo, felizmente arrematada para fora. A partir daí o Verdão tomou conta da partida, e teve chances aos 7 minutos com Henrique e aos 8 minutos em belo chute de Allione.

Aos 13 minutos, o gol. Marcelo Oliveira fez bela jogada individual, mistura de técnica e raça, e deu passe açucarado para Juninho, que em belo chute cruzado não deu chances para o goleiro Vanderlei. Fábio fez boa defesa aos 18 minutos em cobrança de falta do Coritiba.

Aos 27 minutos, o juiz deu um pênalti em Lúcio, mas voltou atrás pelo fato de o bandeirinha ter marcado um impedimento do ataque alviverde. O curioso é que o auxiliar demorou a acionar o seu instrumento de trabalho, o que causou no fim das contas toda essa confusão.

O jogo começou a ficar mais violento, e aos 46 minutos Leandro Almeida, capitão do Coritiba, recebeu o cartão vermelho ao mandar um carrinho por trás em Pablo Mouche. Também tivemos um entrevero entre Henrique e Zé Love, sendo que este último foi atazanado pela torcida alviverde o tempo todo.

Como tem sido praxe da maior parte dos times brasileiros, o Palmeiras não soube se valer da vantagem de um jogador a mais em campo. Aos 3 minutos, Tobio mandou para fora. A próxima chance só viria aos 19 minutos, com Wesley chutando para fora após boa assistência de Mouche.

A chance mais clara alviverde na etapa final veio aos 25 minutos em boa trama desperdiçada por Henrique, que não conseguiu acertar a meta curitibana. O time treinado por Celso Roth continuou pressionando, e quase empata aos 38 minutos, quando Élber perdeu gol feito em falha de Tobio.

Felizmente, esse foi o último momento agudo do Coritiba, mesmo com o time alviverde abusando no direito de errar passes e de não saber manter a posse de bola nos momentos finais. Sorte que, hoje, a zica não deu a sua cara no estádio da municipalidade. Que suma por um bom tempo!

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio6,0– Foi pouco exigido pelo adversário, mas se mostrou seguro quando isso ocorreu.

Wendel6,0– Muita garra e entrega. Saiu aos 31 minutos contundido dando sua vaga a Gabriel Dias-5,0, que ajudou o time a segurar o resultado.

Lúcio7,0– Um guerreiro, comandando seus colegas como grande capitão para a conquista da vitória.

Tobio5,5– Melhor do que nas partidas anteriores, embora tenha cometido uma falha que quase deu de graça o empate ao adversário.

Juninho6,5– Após muito tempo fora do time, voltou com muita vontade e se doou ao time, com direito ao gol da vitória, feito com puro oportunismo e categoria.

Marcelo Oliveira6,0– Lutou do primeiro ao último minuto e ainda fez belíssima jogada em assistência para o gol da vitória de sua equipe.

Wesley4,5– Errando passes e cobranças de faltas e escanteios, poderia ter ido melhor.

Allione6,5– Foi o homem da criação do Palmeiras, recebendo muitas faltas e fazendo boas assistências. Cansou no final, mas já tinha deixado a sua marca.

Leandro5,5– Melhor do que em partidas anteriores, ao menos esbanjou disposição.

Pablo Mouche6,0– Deu trabalho à defesa coxa branca e também ajudou na marcação, em sua melhor partida com o manto sagrado alviverde. Deu seu lugar aos 37 minutos para Mendieta-sem nota, que não teve tempo para fazer muita coisa.

Henrique5,0– A entrega e a garra de sempre, só faltou um gol, que quase fez aos 25 minutos do segundo tempo.