Palmeiras vence Corinthians em Itaquera e liquida tabu

Foram quase quatro anos sem vencer o seu maior rival. Mas esse tabu finalmente se foi. Com dois gols no primeiro tempo, o Palmeiras venceu o Corinthians na casa do adversário por 2 a 0, em partida realizada na tarde deste domingo (31) pelo Brasileirão 2015. O desempenho alviverde na primeira etapa foi determinante para o resultado, que dá alivio ao grupo.

O clássico começou de forma promissora, com Kelvin arrematando perto do gol de Cássio após boa trama do ataque alviverde aos 3 minutos, e Renato Augusto fazendo Fernando Prass realizar uma boa defesa aos 5 minutos. Vitor Hugo finalizou aos 10 minutos após escanteio, mas a bola foi para fora.

Com muita marcação de parte a parte, o Palmeiras achou o caminho para o gol aos 24 minutos. Kelvin fez belíssimo cruzamento do lado direito do ataque alviverde, e a bola cruzou a área alvinegra e encontrou Rafael Marques, que com segurança e força cabeceou no cantinho do goleiro alvinegro.

A partir daí, o Corinthians se viu preso na marcação do eterno rival, que por sua vez mostrava mais eficiência na hora de sair para os contra-ataques. E aos 46 minutos encaixou mais um. Valdivia lançou com precisão Zé Roberto, que chutou primeiro e, após rebote de Cássio, cabeceou para ampliar o marcador para a equipe de Palestra Itália, coroando um belo primeiro tempo.

Como seria de se esperar, o Palmeiras voltou com menos ímpeto do que nos 45 minutos iniciais, e o Corinthians tentou esboçar uma reação, criando uma boa oportunidade aos 12 minutos, com Mendoza (que havia acabado de entrar na partida) finalizando para fora após receber um belo lançamento.

Aos 22 minutos, o Verdão quase amplia o marcador, quando belo lançamento de Valdivia deixou Zé Roberto cara a cara com Cassio, que fez grande defesa e evitou o gol. O mesmo Zé Roberto bateu falta aos 23 minutos e levou o goleiro adversário a novamente mostrar serviço, com defesa providencial.

A partir daí, ficou claro que o time treinado por Tite não teria força suficiente para reagir, e o desenho da partida ficou por conta de um domínio insosso por parte dos donos da casa, e eventuais contra-ataques sendo esboçados pelo adversário alviverde. E a vitória do Verdão se sacramentou.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass7,0– Foi bem nas poucas vezes em que foi exigido.

Lucas6,0– Muita garra. Saiu aos 30 minutos do segundo tempo substituído por Ayrton-5,0, que ajudou a manter o resultado de forma discreta.

Jackson7,5– Grande partida, não dando chance aos atacantes adversários e jogando simples e sem firulas.

Vitor Hugo6,0– Não comprometeu.

Egídio5,5– Aos poucos vai se soltando e melhorando, embora ainda erre muitos passes.

Gabriel7,0– Muito bem nos desarmes e esbanjando disposição.

Arouca6,0– Começou mal, mas se recuperou e mostrou muita utilidade para o time. Saiu aos 36 minutos do segundo tempo substituído por Amaral-5,0, que se esforçou bastante.

Zé Roberto7,5– Muito bem no meio-campo, dando o ritmo ao time e fazendo um belo gol.

Valdivia7,0– Enfim resolveu jogar bola, com direito a belas assistências e chamando a responsabilidade nos momentos mais difíceis. Se foi sua última partida no Verdão, uma boa despedida.

Kelvin6,5– Muita movimentação, boas jogadas e belíssima assistência para o gol de Rafael Marques. Saiu aos 42 minutos do segundo tempo para a entrada de Leandro-sem nota, que não teve tempo para nada.

Rafael Marques7,5– Muito bem como falso centroavante, com direito a gol e ótimas jogada. É o cara dos clássicos!