Palmeiras vence com o coração na ponta da chuteira

Chances. A vida nos dá muitas. Lenny teve a sua hoje, fez uma partida apagada, depois tomou um cartão vermelho e a desperdiçou. Maurício, ganhou a vaga na zaga durante a semana, e não decepcionou àqueles que vinham pedindo a sua entrada no time titular. O Palmeiras tinha a chance chegar próximo ao líder e conseguiu, vencendo o Cruzeiro dentro de um Mineirão lotado, por 1 a 0.

O jogo começou equilibrado com as duas equipes se arriscando muito, e buscando o gol a todo momento já que o único beneficiado pelo empate seria o Grêmio. As faltas eram muitas, de ambos os lados, mas foi o Xerifão Gustavo que tomou o primeiro cartão aos 15 minutos, e está fora da próxima partida contra o Vasco, no próximo domingo.

Aos 30 minutos, a primeira chance clara de gol foi do Palmeiras. Élder Granja desceu livre pela direita e cruzou no alto para Lenny, sem marcação dentro da pequena área, cabecear para cima como um zagueiro e desperdiçar um gol praticamente feito. Logo em seguida, o time da casa também foi ao ataque e obrigou São Marcos a operar o primeiro milagre da tarde, defendendo um chute de Jájá.

Mas foi o Verdão que abriu o placar, aos 42 min, quando Sandro Silva viu Diego Souza na área em posição legal, e cruzou para ele. O cara matou a bola no peito DUAS vezes, antes de bater de peito de pé e marcar um GOLAÇO, um gol de jogador diferenciado no Mineirão.

No segundo tempo, o Cruzeiro veio pra cima e o Palmeiras se segurou atrás, mantendo Lenny enfiado na frente para jogar no contra-ataque. A estratégia até vinha dando certo já que o garoto estava preocupando a defesa cruzeirense em algumas jogadas, mas aos 14 min, ao dar um carrinho infantil-estúpido-inconsequente, Lenny foi expulso e deixou o Palmeiras num mato sem cachorro.

Com um a mais em campo, e contando com o apoio da torcida, o Cruzeiro foi pra cima, e graças ao ótimo desempenho do nosso sistema defensivo (parabéns ao Gustavo, Maurício e ao Martinez), e ao São Marcos que operou vários milagres, o Palmeiras conseguiu segurar o placar.

Num dos raros contra-ataques alviverdes, aos 37 minutos, Leandro quase amplia o placar. Nos acréscimos, Marcão espalma um tiro de fora da área, e garante a vitória. Vitória de time campeão no Mineirão. Ou alguém ainda duvida que podemos chegar lá?