Palmeiras vence com garra o Bahia em Salvador

Por Fabian Chacur

Em partida na qual jogou com muita garra e determinação, o Palmeiras conquistou uma importante vitória contra o Bahia na noite deste domingo (2) em Salvador pelo placar de 1 a 0. O resultado aumentou a diferença do Verdão em relação à zona do rebaixamento, que agora é de cinco pontos.

Como seria de se esperar, o time da casa, em situação muito difícil na tabela do campeonato, veio para cima com tudo. O Palmeiras entrou sem muita inspiração, e o resultado foram quatro chances importantes de gol nos primeiros 15 minutos, sendo uma com direito a bola na trave alviverde, com desvio de Kieza antes e defesa de Fernando Prass no fim das contas.

A partida se manteve nessa configuração pelo menos até os 24 minutos. O Verdão deu seu primeiro arremate ao gol apenas aos 22 minutos em chute de longe de Renato que teve pouco perigo. E.Biancucci levou bem mais perigo aos 20 minutos, exigindo bastante de Fernando Prass, enquanto Kieza perdeu bela chance aos 24 minutos, chutando mal.

A coisa começou a melhorar para os comandados de Dorival Junior aos 28 minutos, quando uma boa jogada de contra-ataque terminou com Pablo Mouche chutando e a bola passando pertinho do gol baiano. O jogo começava a se equilibrar, com o Bahia perdendo um pouco o poder de fogo.

Aos 35 minutos, bela tabela entre Valdivia e Mazinho deixou este último na cara do gol. Ele não se intimidou, e bateu forte, cruzado, com o pé esquerdo para abrir o marcador na Arena Fonte Nova. O Bahia tentou recuperar o domínio do jogo, mas não conseguiu criar mais chances até o fim do primeiro tempo.

Com a marcação mais bem encaixada, o Verdão conseguiu segurar melhor o ímpeto do Bahia na etapa final. Os lances de gol ficaram mais esparsos, com um chute forte de João Pedro aos 12 minutos sendo defendido por Marcelo Lomba. O Bahia só chegou com mais perigo aos 27 minutos, com cabeçada de Kieza para fora.

Aos 29 minutos, os jogadores do Bahia pediram pênalti de Nathan, que teria colocado a mão na bola na área em jogada particularmente confusa, mas o juiz mandou o jogo seguir. E a partida caminhou até o fim sem lances mais agudos, e com o Verdão conseguindo segurar o importante resultado fora de casa e contra um concorrente na parte de baixo da tabela.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,5– A segurança de sempre, aparecendo e segurando o jogo sempre que necessário.

João Pedro7,0– Além de melhorar na marcação, teve moral para dar bons chutes a gol.

Nathan6,5– Muita garra e dando poucas chances aos atacantes baianos.

Tobio6,0– Fez boa dupla de zaga com Nathan, jogando sério e sem firulas.

Victor Luis6,0– Ficou mais atrás e se saiu bem na marcação.

Marcelo Oliveira5,5– Muita entrega, mas poderia ser menos faltoso e errar menos passes.

Renato6,0– Marcou bastante e suou a camisa. Saiu aos 39 minutos do segundo tempo para a entrada de Washington-sem nota, que não teve muito tempo para jogar.

Wesley6,0– Jogou para o time e ajudou bastante na obtenção do resultado.

Valdivia7,0– O líder que o time precisava, jogando sério e segurando a onda nos piores momentos.

Mazinho6,5– Surpreendeu jogando boa partida e ainda fazendo um belo gol. Sal aos 31 minutos do segundo tempo dando lugar a Allione-5,5-, que ajudou a manter a boa no campo do Bahia.

Pablo Mouche5.5– Correu bastante, embora não tenha ido tão bem em termos ofensivos. Deu sua vaga aos 28 minutos do segundo tempo a Diogo-5,5-, que ajudou na marcação e a segurar a bola na frente.