Palmeiras vence Chapecoense e fatura Brasileirão

Foi um jogo perfeito. Sem sustos, sem dramas, sem traumas. O palmeirense merecia, e tanto merecia que acabou conseguindo gritar “é campeão” neste domingo (27) deste já histórico. A vitória de 1 a 0 sobre a Chapecoense na Allianz Parque com 40.986 torcedores equivaleu à confirmação do título do Brasileirão 2016 para o melhor time da competição. De longe.

O Palmeiras mostrou, desde o início da partida, que estava com total concentração para realizar o seu objetivo. Jogando contra um adversário totalmente fechado, o time foi tocando a bola e tentando criar chances de gol, sem pressa. A primeira foi aos 8 minutos, em chute de Moisés.

Aos 9 minutos, Moisés fica na cara do gol, mas é travado na hora do arremate. Aos 13 minutos, Sérgio Manoel cabeceia e a bola passa perto, na única oportunidade de gol da sua equipe, e ainda assim nada contundente. Aos 21 minutos, Jean manda um arremate que vai por cima do gol.

Aí, aos 25 minutos, o gol. Em cobrança ensaiada de falta frontal ao gol adversário, Fabiano aproveita e dá um toque lindo, não dando nenhuma chance ao goleiro Danilo. Com a vantagem no marcador, os comandados de Cuca se mostraram ainda mais confiantes, para delírio do torcedor alviverde.

Gabriel Jesus quase faz um golaço aos 29 minutos, quando realiza bela jogada, gira e a bola acaba batendo na rede pelo lado de fora. Aos 30 e 35 minutos, foi Dudu quem ficou perto do segundo gol. Gabriel Jesus também teve boas chances aos 42 e 43 minutos, mas Danilo se mostrou atento.

O segundo tempo foi como poderia se esperar de um time bem treinado e seguro. Risco zero, sem dar oportunidades claras de gol ao adversário e pressionando para ampliar o marcador. O segundo gol não veio, mas ninguém deu bola. E a entrada de Fernando Prass, no finalzinho, coroou uma festa que começou há poucos minutos e vai rolar até o final do ano. É campeão!!!

 

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson8,0– Seguro, tranquilo e um dos grandes nomes dessa conquista história. Saiu aos 44 minutos do segundo tempo para ser ovacionado pela torcida e também para Fernando Prass-sem nota entrar nessa festa.

Fabiano8,0-Grande partida, com direito a bons desarmes, apoio ao ataque e um golaço que acabou sendo o do título. Saiu aos 29 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel-sem nota, que entrou com o jogo já resolvido.

Edu Dracena8,0– Um time que pode se dar ao luxo de ter um Edu Dracena como reserva mostra que tem elenco para ser campeão. Jogou demais!

Vitor Hugo7,5– Um zagueiro artilheiro que não deu chances aos atacantes adversários.

Zé Roberto10,0– A nota vai não só por esta partida, mas por tudo que esse cara representa para a história recente do Palmeiras. Um leão, um guerreiro, um líder… Brigadão, fera!!!

Moisés8,0– Uma das grandes revelações desta temporada, jogou um campeonato impecável e foi um dos símbolos desta conquista.

Tchê Tchê7,0– A regularidade desse jogador durante todo o torneio foi simplesmente impressionante. Valeu, motorzinho!!! Saiu aos 35 minutos do segundo tempo dando o lugar para Thiago Santos-sem nota, que entrou para dar a volta olímpica.

Jean7,5– Ótimo no meio-campo e ótimo na lateral. Outro jogador essencial para a conquista deste tão sonhado título.

Dudu7,5– Sua contratação equivaleu a um momento de virada no ânimo do palmeirense. Desde então, o Verdão só cresceu, conquistando agora o seu segundo título nacional em dois anos. Valeu, pequeno gigante!

Róger Guedes7,0– Muita garra e muita disposição desse garoto que, se tiver cabeça, ainda vai colher muitos frutos bacanas no futebol.

Gabriel Jesus8,5– O Brasileirão 2016 consolidou o futebol desse moleque, que infelizmente vai embora com apenas 19 anos, mas já deixando seu nome registrado na história do Palmeiras, com dois títulos nacionais. Boa sorte na Inglaterra, Menino Jesus!