Palmeiras vence América-MG na Allianz Parque e mantém a liderança do Brasileirão

O América-MG saiu no lucro na noite desta terça-feira (21) na Allianz Parque. Enfrentando um Palmeiras consistente e efetivo, o time mineiro escapou de tomar uma goleada. Ficou no 2 a 0, placar que mantém os comandados de Cuca na liderança do Brasileirão 2016, e com sua sexta vitória como mandante no torneio, fator importante para quem deseja o título

A partida começou com o Palmeiras tendo um pouco de dificuldade para impor o seu ritmo de jogo ao adversário, que veio fechado e esperando um contra-ataque salvador para especular algo. E seu desejo quase se concretiza aos 13 minutos, quando Osman, livre, cabeceou para fora, após bom cruzamento.

O susto ajudou a equipe alviverde a se aplicar ainda mais, e aos 14 minutos, Cleiton Xavier acertou um chute melhorzinho, que João Ricardo pegou. Jean também tentou, de longe, aos 17 minutos, mas o goleiro estava atento.

Aos 18 minutos, no entanto, o Verdão abriu o marcador. Róger Guedes acreditou, ganhou a bola, cruzou, Cleiton Xavier errou o chute e a bola sobrou para Gabriel Jesus, que não perdoou. Gol de artilheiro oportunista.

Com a vantagem, o Palmeiras continuou com muita posse de bola e procurando abrir a marcação adversária. Aos 26 minutos, conseguiu o seu intuito. Róger Guedes mais uma vez, no melhor estilo ponta de antigamente, foi até a linha de fundo e cruzou, para Gabriel Jesus, prensado com Artur, ampliar o marcador.

Com o jogo controlado, os comandados por Cuca souberam tocar a bola e especular novas possíveis oportunidades. O time do América-MG, assustado, não conseguiu se aproximar, afora um chute de Danilo aos 35 minutos que não trouxe perigo a Fernando Prass. Róger Guedes quase faz o seu, aos 42 minutos, em chute forte que João Ricardo defendeu.

O América-MG até tentou dar uma pressionada nos primeiros minutos da etapa final, mas aos poucos o Palmeiras foi retomando o comando das ações, e aos 10 minutos Cleiton Xavier quase marca. Aos 15 minutos, o jogador do time mineiro desvia com a mão toque de letra de Gabriel Jesus na área. Pênalti, que o fraco juiz Péricles Bassols, com outra péssima atuação, não marcou.

Até o final da partida, o que se viu foi um time seguro e fluente, o do Verdão, contra um adversário apenas esforçado, que não conseguia chegar. Aos 19 minutos, Gabriel Jesus até fez mais um gol, mas foi anulado por impedimento. E o goleiro João Ricardo também fez grandes defesas, impedindo a ampliação do placar. No fim das contas, ficou bom para todos.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,5– Pouco exigido, mas estava bem, quando sua presença se fez necessária

Jean6,0– Partida discreta, mas segura. Saiu no intervalo devido a um desconforto muscular, dando sua vaga ao estreante Fabiano6,5-, que estreou no time de forma muito consistente e segura.

Edu Dracena6,5– Performance tranquila e segura.

Vitor Hugo6,5– Sem grandes sustos e sem muito trabalho.

Egídio6,0– Se não brilhou, ao menos foi útil. Saiu aos 25 minutos do segundo tempo substituído por Zé Roberto-6,5, que com sua experiência ajudou o time a controlar e assegurar uma vitória importante

Tchê Tchê7,0– O motorzinho do meio-campo alviverde continuou com sua impressionante regularidade.

Moisés7,0– Esse jogador se firma cada vez mais no time titular, com ótimo poder de marcação e agilidade na hora de apoiar o ataque.

Cleiton Xavier6,5– Não foi brilhante, mas se mostrou importante em momentos decisivos da partida. Saiu aos 32 minutos do segundo tempo substituído por Vitinho-5,0, revelação da base que entrou com o jogo resolvido e não teve muito tempo para agir, mas se mostrou promissor. 

Dudu6,5– Buscou o jogo e ajudou o time, mas não foi tão decisivo como em outras partidas. Mas ele pode se dar a esse luxo…

Róger Guedes9,0– Uma partida absolutamente brilhante, no ataque e na ajuda à defesa, esbanjando velocidade e habilidade. Que achado esse moleque!

Gabriel Jesus8,0– Fez três gols (um anulado) e tocou o terror na defesa do América-MG. Um craque a caminho da consolidação? Tomara!