Palmeiras vence a Ponte Preta em Campinas

Em partida bastante disputada e com direito a três expulsões, o Palmeiras saiu vencedor pelo placar de 2 a 1 contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, na tarde deste domingo (25). Guerra foi o nome da partida, com dois belos gols. O resultado, a terceira vitória consecutiva do Verdão na competição, leva a equipe à parte de cima da classificação do Brasileirão 2017.

Com várias surpresas na escalação, o time treinado por Cuca fechou bem o seu sistema defensivo, e os 20 primeiros minutos se caracterizaram por muita disputa de bola e nenhuma conclusão a gol significativa. A primeira veio aos 21 minutos, quando Guerra deu bom passe para Róger Guedes, que finalizou para fora, perdendo uma boa oportunidade.

Aos 28 minutos, foi a fez de Willian mandar para fora. Aos 33 minutos, Emerson Sheik cruza de forma perigosa, e Fernando Prass põe para escanteio. Aí, aos 38 minutos, um contra-ataque perfeito: Tchê Tchê recebe no meio e lança Guerra, que com categoria toca na saída de Aranha. 1 a 0 Palmeiras.

Nem deu para comemorar muito. Aos 40 minutos, Lucca recebe perto da entrada da área e, sem ser molestado por Mayke, arremata com rara felicidade, empatando a partida. Quando parecia que o empate seria o resultado dos 45 minutos iniciais de jogo, o volante Gabriel roubou a bola e tocou para Erik. Este deu bela assistência a Guerra, que aos 46 minutos pôs o Verdão de novo na frente do placar da partida.

Como seria de se esperar, o time campineiro veio com tudo para tentar empatar. Aos 11 minutos, Prass novamente espalma bom cruzamento de Emerson Sheik. Aos 17 minutos, o mesmo Sheik põe Leo Arthur na cara do gol, mas este finaliza mal e manda a pelota para fora, para alívio da torcida alviverde.

Daí até o final, o que vimos foi muita disputa de bola, o Palmeiras exageradamente em seu campo defensivo e sem conseguir encaixar bons contra-ataques, mas também com a Ponte não acertando o gol alviverde, afora um chute de Felipe Saraiva aos 33 minutos. No fim, o jogo esquentou, e tivemos três expulsões, Rodrigo e Renato Cajá, da Ponte e um nosso, Tchê Tchê.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,5– Não foi muito exigido.

Mayke5,5– Regular na partida, mas vacilou no gol da Ponte, deixando Lucca chutar à vontade.

Yerry Mina7,0– Desempenho sólido e seguro.

Luan6,5– Bom desempenho, indicando que pode virar titular desse time.

Juninho7,5– Ótima partida, demonstrando que pode ser a solução para a lateral-esquera.

Gabriel6,0– Foi a surpresa da escalação, e teve um desempenho bastante regular e roubou a bola que originou o lance do segundo gol. Saiu no intervalo, substituído por Fabiano4,5-, que teve aquele desempenho meio atrapalhado de sempre.

Tchê Tchê6.0– Bem melhor do que nas partidas anteriores, mas acabou vacilando e sendo expulso de bobeira, embora tenha sido agredido pelo jogador da Ponte.

Guerra8,0– Uma grande partida, com direito a bons passes, boas assistência, lucidez o tempo todo e, melhor de tudo, os dois gols que nos deram a vitória. O ponto negativo foi ter tomado o terceiro amarelo, ficando fora do jogo contra o Grêmio no próximo sábado. Saiu aos 40 minutos do segundo tempo substituído por Borja-sem nota, que não teve tempo para nada.

Róger Guedes6,0– Muita disposição, mas tecnicamente abaixo de atuações anteriores.

Willian6,5– A garra e a entrega habituais.

Erik6,0– Ajudou muito na marcação, embora no ataque volta e meia tropece na bola. Mas deu a assistência para o gol da vitória, o que certamente aumentou sua nota. Saiu aos 36 minutos do segundo tempo substituído por Dudu-6,0, que em pouco tempo ajudou o Verdão a garantir posse de bola e a vitória.