Palmeiras vacila no segundo tempo e empata com Rio Claro

O final do primeiro tempo deixou os palmeirenses esperançosos. Mesmo sem dar show de bola, a equipe conseguiu a vantagem de um a zero contra a equipe do Rio Claro, placar merecido. No entanto, o time voltou com uma apatia típica dos tempos de Caio Júnior, e acabou sofrendo o empate por parte da equipe interiorana.

Nem as entradas de Denílson, Martinez e Jorge Preá nos lugares de David, Leo Lima e Pierre ajudaram a mudar o rumo das coisas. Para piorar uma noite a ser esquecida, Alex Mineiro perdeu seu primeiro pênalti com a camisa do Palmeiras, aos 40 minutos da segunda etapa.

Uma explicação viável para a jornada irregular da equipe treinada por Vanderlei Luxemburgo reside na fraca performance dos laterais, que infelizmente não repetiram suas partidas anteriores. Leandro ainda participou da jogada que originou o gol do Palmeiras, aos 31 minutos do primeiro tempo, dando lançamento para Alex Mineiro, que, de calcanhar, deixou Diego Souza na cara do gol, para que o ex-atleta do Grêmio fizesse seu segundo gol com o Manto Sagrado. Outro lance agudo ficou por conta de bela cabeçada de Gustavo Xerifão, que parou na trave adversária.

Na etapa final, a equipe liderada por Marcos simplesmente não entrou em campo. Mesmo assim, o fraco Rio Claro só conseguiu seu gol através de chute iluminado de Chumbinho (sempre os malditos jogadores com nome estranho!) aos 16 minutos, que Marcos, outra vez em noite inspirada, não conseguiu segurar (ele fez pelo menos três boas defesas, durante a partida).

O pênalti desperdiçado por Alex Mineiro e um bom chute de Valdívia, após boa jogada de Diego Souza (melhor jogador alviverde em campo) encerraram as tentativas de vitória por parte do Palmeiras.

***********

Ouça também o Torpedo Verde, boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras, hoje falamos sobre o último jogo, os novos reforços, o jogo de sábado, e muito mais.