Palmeiras traz um ponto de Minas Gerais

Por Flavio Canuto

Mais uma vez jogando sem vários jogadores importantes, e sofrendo com a falta de qualidade de várias de suas peças de reposição, o Verdão empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro, em Sete Lagoas.

O primeiro tempo foi lazarento, com o Palmeiras apenas se defendendo e tentando sair nos contra-ataques com Tinga e Luan, que pouco fizeram.

Logo aos sete minutos, Wallyson mandou um chute de fora da área que acabou explodindo na trave. Um baita susto.

Aos 28 minutos, Marcos fez uma bela defesa ao salvar um chute forte de Gilberto. Outro baita susto.

Na segunda etapa, Felipão, sem muitas opções no banco, não mexeu na equipe. Logo de cara, Anselmo Ramon perdeu um gol incrível depois de Wallyson desistir de encarar o Marcos, e tocar de lado.

Três minutos depois, os mineiros quase chegaram novamente, com Marquinhos Paraná.

Como quem não faz toma, aos 14 minutos, o Palmeiras conseguiu um bom contra-ataque com Marcos Assunção e tocou para o ultra criticado Luan fazer um golaço.

Ainda tivemos mais uma boa chance na bola parada com Marcos Assunção, mas o Cruzeiro continuou atacando mais, e só parou nas belas defesas de Marcos.

O gol dos mineiros saiu aos 28 minutos. Depois da cobrança do escanteio, Anselmo Ramon completou de cabeça, e fez o seu.

Depois disso foi pedir para o jogo terminar logo para não sofrer mais com a falta de qualidade dos times e do árbitro que insistia em marcar faltas apenas para o Cruzeiro.

Como a sorte, e Marcos, estavam do nosso lado, Gilberto ainda perdeu outro gol feito.

Um ponto até para ser comemorado. Para mim, esta partida provou que precisamos de reforços para encarar esse campeonato com o mínimo de dignidade.

Abraço a todos!