Palmeiras sofre empate no final em Volta Redonda

Quem não faz, toma. Com um jogador a mais e vencendo por 1 a 0 em Volta Redonda na tarde deste domingo (18), o Palmeiras perdeu pelo menos três chances nos pés de Maikon Leite para sacramentar sua vitória. Foi incompetente e pagou caro. 1 a 1 contra o Flamengo, um resultado lamentável, desastroso e imerecido.

Entrando com um time teoricamente mais leve, com Thiago Real, Maikon Leite e Mazinho, o Palmeiras tentou atacar o Flamengo de forma mais rápida, mas pecou na hora do último passe na maior parte dos momentos.

Por sua vez, o Flamengo tentava imprimir um ritmo mais cadenciado à partida, mas sem demonstrar muita disposição ou criatividade na hora de se aproximar da defesa adversária.

Aos 5 minutos, Maikon Leite lançou Barcos, que finalizou pela única vez no primeiro tempo, com a bola rebatida pela defesa.

Aos 17 minutos, Thiago Real fez boa jogada e chutou, levando algum perigo ao gol do rubro-negro carioca. Aos 28 minutos, Márcio Araújo tomou cartão amarelo, e estará fora da partida contra o Atlético-GO, em São Paulo.

No entanto, a chance mais clara de gol da etapa inicial, que ficou mesmo no 0 a 0, esteve nos pés de Vagner Love, que recebeu livre, dentro da grande área alviverde, e chutou para fora, de forma bisonha.

O segundo tempo começou com o Flamengo pressionando. Aos 7 minutos, Thiago Real se machucou e entrou Vinícius em seu lugar, para desespero do torcedor alviverde, em função do que esse garoto não fez nas inúmeras partidas em que jogou pelo Verdão.

Aos 12 minutos, Barcos e Maikon Leite desperdiçaram dois bons contra-ataques. Aos 15, Correa toma o amarelo. E aos 17 minutos, o inesperado acontece.

Vinícius recebe pelo setor esquerdo do ataque alviverde, faz ótima jogada e chuta forte. Paulo Victor aceita, e o placar enfim é aberto. As esperanças de escapar do rebaixamento renascem nos corações palestrinos.

Com Barcos e Roman tomando amarelos que os afastarão da próxima partida do Palmeiras (contra o Atlético-GO), o time continuou desperdiçando contra-ataques, especialmente com Maikon Leite, que perdeu ao menos três chances reais de gol.

O Flamengo nos assustou com Paulo Vitor, que exigiu duas grandes defesas de Bruno aos 36 e 37 minutos, e curiosamente acabou expulso aos 37 minutos, por cotovelada na cara de Román.

Aos 42 minutos, Maikon Leite novamente esbanjou incompetência e não fez o gol que decretaria a vitória de sua equipe. E aí, a bola nos puniu rigorosamente, sem dó, nem piedade.

Vagner Love, que não fazia gols há oito partidas, recebeu boa bola na área e chutou. Houve desvio de Román, e Bruno não conseguiu defender. Empate aos 43 minutos. Morre o sonho da fuga do vexame em 2012, nasce a esperança de um futuro melhor em 2013.