Palmeiras se classifica de forma dramática na Sulamericana

Sofrendo com mais contusões e sendo sufocado na segunda etapa, o Palmeiras perdeu para o Botafogo por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (22) no Engenhão.

O resultado classificou o Palmeiras, que venceu a partida de ida por 2 a 0, para a próxima fase da Copa Sulamericana. Uma qualificação arrancada na raça por um time repleto de desfalques.

Na etapa inicial, o Botafogo procurou tomar conta das ações, mas teve muita dificuldade em superar a marcação alviverde. O time de Felipão, por sua vez, segurou o adversário e tentou agitar alguns contra-ataques.

Mas até os 20 minutos, só tivemos dúzias de passes errados e nada de chances de gol. A primeira oportunidade real ocorreu aos 29 minutos, quando Barcos arriscou um chute de longe e quase pegou Jefferson desprevenido. A bola foi para fora.

Aos 34 minutos, uma rotina irritante na trajetória do Verdão em 2012 (só em 2012?): o lateral Lucas recebe passe em posição de impedimento. O juiz deixa seguir e ele passa para Seedorf, que abre o marcador.

Aos 40 minutos, o até então inoperante Obina arrisca uma bicicleta e quase faz um gol de placa, exigindo bela defesa do goleiro alvinegro.

Aos 42 minutos, no entanto, Jefferson nada pode fazer. Barcos deu belo passe para Patrik, que chutou forte e sem chances. O Palmeiras empatava a partida.

Na base do tudo ou nada, o Botafogo voltou para o segundo tempo botando pressão para cima do Palmeiras, e conseguiu seu segundo gol aos 11 minutos, quando Seedorf lançou Renato que, livre, entrou na defesa alviverde e fuzilou Bruno.

Aos 17 minutos, Betinho entrou no lugar de Obina. Aos 23, Elkeson manda uma bola na trave do Palmeiras. Logo em seguida, Román saiu, exausto, dando sua vaga ao jovem Luis Gustavo.
Aos 26 minutos, o time treinado por Osvaldo Oliveira encaixou um raro contra-ataque e fez seu terceiro gol, com o uruguaio Lodeiro.

A partir daí, a partida virou um verdadeiro ataque contra defesa, com o Botafogo jogando bolas na área e o elenco do Verdão despachando as bolas da forma que podiam. Thiago Heleno entrou no lugar do também contundido Patrik.

A pressão dos cariocas, no entanto, não gerava chances reais de gol. Aos 31 minutos, Mazinho perdeu gol feito, em defesa de Jefferson, e Barcos teve oportunidades de matar o jogo aos 31 e 46 minutos. O sufoco se manteve até o último minuto.

Mas, no fim das contas, a partida terminou com o Botafogo vencendo por 3 a 1, placar insuficiente para nos eliminar. Agora, é tentar recuperar os jogadores para a fase internacional da Copa Sulamericana.