Palmeiras perde para o Red Bull e crise se aprofunda

Ainda não foi desta vez que o Palmeiras do técnico Cuca conseguiu conquistar uma vitória para sair dessa situação vergonhosa que se encontra logo no começo da temporada.

Mesmo depois da demissão do técnico Marcelo Oliveira, o time não consegue se encontrar dentro de campo e depois de fazer outro primeiro tempo ridículo, abaixo de qualquer expectativa, o Palmeiras perdeu para o Red Bull por 2 a 1, no Pacaembu.

Logo no início da partida, uma cena inusitada mostrou o tamanho da bagunça que tomou conta do Palmeiras: o recém-chegado Cuca “achou” que o atacante Dudu havia se lesionado e rapidamente pediu a sua substituição. Juro que, acompanhando futebol desde 1991, eu jamais havia presenciado uma lambança deste tipo.

Hoje, no entanto, veio a notícia que Dudu realmente sofreu uma lesão na coxa.

O pior é que o substituto de Dudu, o jovem Allione, errou tudo o que tentou fazer na partida. Quando era pra chutar pra gol, tentou cruzar. E, logo em seguida, quando era pra cruzar para o Zé Roberto que faria o gol de empate do Palmeiras, entregou a bola pro Saulo.

A ideia do treinador era montar um meio-campo com dois volantes com boa saída de bola (Arouca e Jean) e, com Robinho centralizado, que a aproximação com os três atacantes funcionasse bem. Não funcionou.

O time de Campinas adiantou a marcação logo de cara e o Palmeiras não conseguia descer pelo meio campo. Restava então, apelar para os laterais, mas Egidío e Lucas não ajudavam em nada. Só atrapalhavam tudo e davam espaço para os contra-ataques do Red Bull.

Justiça seja feita. Egídio fez um bom segundo tempo, quase marcou gols, fez bons cruzamentos, mas ainda não é o lateral que a gente confia.

Outro que entrou bem na partida foi o atacante Alecsandro. Fez um gol, buscou jogo, se movimentou bem no ataque e foi talvez o único destaque positivo da partida.

A entrada de Zé Roberto no meio, no lugar do Erik também deixou o meio-campo mais criativo (Robinho não dá conta sozinho), mas não foi o suficiente. Quando a coisa aperta, o time acaba apelando para os ridículos “chuveirinhos”.

Pois bem, Cuca segue no comando do Palmeiras sem conseguir nenhuma vitória e precisa fazer o time reagir logo. Se Cuca estava sendo sincero mesmo na coletiva de ontem, ele ainda promoverá algumas alterações no posicionamento e na escalação da equipe até encontrar a chamada “equipe ideal”.

Pelo menos, neste domingo contra o Água Santa, teremos ao nosso lado o bom retrospecto palmeirense em Presidente Prudente e o enorme apoio da torcida da cidade, do Paraná e Mato Grosso do Sul que sempre comparecem ao Prudentão para apoiar o time.

Dá pra sair dessa? Não vai ser nada fácil, mas ainda dá.

Abraço a todos!