Verdão perde para o Internacional na Arena Barueri

Atualmente, existem duas equipes que atuam com o nome Sociedade Esportiva Palmeiras. Uma, nos torneios de mata-mata, esbanja confiança e efetividade. A outra, que atua no Brasileirão, abusa do direito de jogar mal e perde uma partida atrás da outra. Infelizmente, foi a segunda que jogou na noite deste sábado (4) na Arena Barueri, sendo vencida pelo Internacional pelo placar de 1 a 0.

Mais uma vez sem poder contar com Valdívia e Daniel Carvalho, Felipão veio com Fernandinho no papel de meia, com Mazinho voltando a jogar no ataque ao lado de Barcos. Pena que Marcos Assunção, ainda fora de forma, João Vitor, apagado, e Marcos Araújo, inoperante como de praxe, tenham tornado fácil para o Inter dominar o meio-campo e a partida.

Enquanto o Palmeiras errava passes e especialmente aquele último toque antes da finalização, o Inter marcava forte e saía para os contra-ataques de forma perigosa. Logo aos 2 minutos, Nei entrou livre e chutou para fora. Aos 9 minutos, foi a vez de Diego Forlan perder gol feito.

Aos 12 minutos, quase Leandro Amaro fez de cabeça, em rara chance do Verdão. Diego Forlan bateu falta de longe e quase abre o marcador aos 21 minutos, com a bola indo na trave.

Após perder mais duas chances aos 24 e 30 minutos, o time de Porto Alegre acabou abrindo o marcador aos 34 minutos. Jajá cobrou falta de longe e Ygor, de cabeça, venceu a marcação de Barcos (?!?) e fez o gol.

Aos 41 minutos, o juiz anulou gol do Inter, alegando impedimento do zagueiro Índio.

Com Obina no lugar de Mazinho, o Palmeiras voltou para o segundo tempo ainda pior do que na etapa inicial, embora o Inter também tenha caído de rendimento. Aos 4 e aos 10 minutos, duas boas chances foram desperdiçadas pelo time de Felipão.

Pouco antes, João Vitor tomou o terceiro amarelo, e será mais um dos milhares de desfalques do Palmeiras, neste caso específico contra o Botafogo, no meio da semana, pelo Brasileirão.

Aos 18 minutos, para deixar o palmeirense ainda mais irritado, João Vitor deu sua vaga para o sempre inofensivo Patrik. O meia, para nossa tristeza, nada mudou no panorama da partida. Aos 20 minutos, Barcos perde boa chance, após rara jogada bem concatenada pelo Verdão.

Aos 21 minutos, Forlán perde mais um gol feito, após falha absurda do time alviverde. Aos 25 minutos, Márcio Araújo sai contundido, com João Denoni entrando em seu lugar.

Um último lance deu alguma esperança ao torcedor palmeirense, aos 42 minutos, quando o hoje apagado Obina perdeu um gol feito ao chutar fraquinho bola na área gaúcha.