Palmeiras perde para o Atlético-MG pela Copa do Brasil

Por Fabian Chacur

O técnico Ricardo Gareca optou por um time misto na partida desta noite de quarta-feira (27) no Pacaembu pela Copa do Brasil. E pagou o preço. O Atlético-MG se aproveitou bem e venceu o Palmeiras pelo placar de 1 a 0, dando um belo passo para garantir sua classificação.

Com o time bastante alterado e incluindo jogadores como Weldinho e Mazinho, o Palmeiras esbanjou falta de entrosamento e erros de passe. Dominava a bola, mas não sabia o que fazer com ela, apelando apenas para chutes de fora da área. Enquanto isso, o Atlético(MG) vinha menos, mas com mais eficiência.

Aos 6 minutos, por exemplo, o time mineiro fez um gol, anulado devido a impedimento do zagueiro Leonardo Silva. Aos 11 minutos, Fábio fez boa defesa em chute de Diego Tardelli. Nosso goleiro voltaria a atuar com destaque aos 29 minutos em chute de Pedro Botelho e aos 41 minutos com Jô.

No caso do Verdão, ação só com chutes de longe, todos para fora, desferidos por Mazinho aos 18 minutos, Victor Luis aos 21 minutos e Weldinho aos 27 minutos. Quando a partida chegava ao final da etapa inicial, Mazinho é derrubado na área do Galo. Pênalti, aos 43 minutos.

Henrique bateu bem e converteu, mas o juiz mandou voltar a cobrança, alegando invasão de jogadores do Palmeiras. Na segunda tentativa, o atacante alviverde resolveu trocar de canto e se deu mal, mandando a bola para fora e mantendo o placar no 0 a 0.

O panorama da primeira metade da partida se manteve na segunda. Mendieta cabeceou para fora a melhor oportunidade do Verdão, enquanto o Atlético-MG teve boa chance aos 11 minutos, com Maicosuel exigindo bela defesa de Fábio. Cristaldo e Pablo Mouche entraram nas vagas de Mazinho e Henrique.

Nada mudou. E aos 25 minutos, aproveitando belo contra-ataque, o Galo abriu o marcador, em gol de cabeça feito por Luan, que havia acabado de entrar. A partir daí, o jogo caiu ainda mais em termos técnicos, com o Verdão tentando avançar de forma inofensiva e o time mineiro satisfeito com o marcador.

No finalzinho, André cabeceou para fora aos 42 minutos, enquanto Cristaldo aos 43 minutos, Pablo Mouche aos 46 minutos e Felipe Menezes (que havia entrado na vaga de Renato) aos 48 minutos jogaram para fora as últimas esperanças de empate dos quase 20 mil torcedores presentes no Pacaembu.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio6,5– Fez boas defesas e não teve culpa no único gol do Galo.

Weldinho2,0– O que esse jogador ainda está fazendo no Palmeiras? O horror, o horror…

Lúcio6,0– Muita raça e dedicação, como cabe a um capitão experiente e sério como o nosso.

Victorino5,5– Fez boa partida, sem comprometer e com muita seriedade.

Victor Luis5,0– Outro que se esforçou bastante no ataque e na defesa.

Renato-5,0- Marcou bastante e suou a camisa. Deu sua vaga aos 34 minutos para Felipe Menezessem nota-, que entrou só para perder mais um gol feito.

Marcelo Oliveira6,0– Muita raça na marcação e ainda tentou armar jogadas com certa competência.

Mendieta5,5– Melhor do que em partidas anteriores, foi parado na base das faltas pelo time mineiro.

Mazinho2,0– Outro que já passou da hora de dar adeus ao Palmeiras. Deu sua vaga para Cristaldo4,0-, que se mostrou ainda muito fora de forma.

Diogo5,0– Não faltou garra e dedicação a ele, mas ainda sente falta de ritmo de jogo.

Henrique3,0– Inoperante. Deu sua vaga aos 24 minutos a Pablo Mouche4,0– que até tentou alguma coisa, mas sem muita inspiração.