Palmeiras perde para o Atlético-MG em BH

Em partida disputada na qual saiu na frente no marcador, o Palmeiras acabou perdendo de virada para o Atlético-MG na noite deste domingo (23) no estádio Independência, em Belo Horizonte, pelo placar de 2 a 1. O time da casa foi mais eficiente na hora de aproveitar suas oportunidades e venceu.

Como costuma fazer quando joga no estádio Independência, o Atlético-MG foi para cima, com o propósito de pressionar o adversário. Mas, logo em seu primeiro ataque, o Palmeiras abriu o marcador. Após cobrança de lateral, Lucas cruzou e Andrei Girotto entrou como elemento surpresa na área e cabeceou com força, sem chances para Vitor.

O time da casa não mudou sua proposta de jogo, e o visitante não soube cadenciar o ritmo da partida, além de não evitar os cruzamentos agudos que começaram a surgir o tempo todo. Aí, aos 17 minutos, o inevitável ocorreu. Em cruzamento de Leandro Donizete, Lucas Pratto de cabeça empatou o jogo.

O ritmo rápido se manteve, com os comandados de Marcelo Oliveira não conseguindo frear o ímpeto do Galo. Aí, Lucas empurrou Giovanni Augusto na área. Pênalti, que Lucas Pratto bateu forte, no meio do gol, aos 36 minutos, consolidando a virada da equipe de Levir Culpi.

O alvinegro mineiro ainda chegaria com perigo ao gol alviverde em pelo menos mais duas oportunidades, com Thiago Ribeiro aos 44 minutos e Luan aos 45 minutos. Por sua vez, o Verdão continuou se ressentindo de pouca posse de bola, com mais uma escalação diferente de meio-campo tentando se acertar.

O segundo tempo começou muito semelhante com o primeiro, e o Atlético-MG duas boas chances de ampliar o marcador, uma aos 4 minutos com Luan perdendo gol feito, cara a cara com Prass, e Jemerson cabeceando para fora. As coisas mudaram com a entrada de Gabriel Jesus no lugar de Egídio aos 12 minutos.

Logo aos 14 minutos, a jovem revelação do Verdão deu boa assistência para Alecsandro, que finalizou bem. Mas Edcarlos tirou a bola praticamente em cima da linha do gol. Aos 21 minutos, Lucas Barrios (que entrou na vaga de Alecsandro) cabeceou para fora em belo cruzamento de Robinho.

A pressão alviverde prosseguiu aos 33 minutos, quando Lucas Barrios novamente cabeceou para fora em boa assistência de Rafael Marques. Aos 38 minutos, foi a vez de Dudu levar perigo ao gol de Vitor, que colocou para escanteio na base da sorte. Aos 44, Barrios perde mais um gol, enquanto Dudu vacila na última chance do jogo, perdendo a chance do empate, que teria sido justo.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,0– Partida regular, mas saiu mal no primeiro gol do Atlético-MG.

Lucas6,0– Boa assistência para o gol do Verdão e um pênalti bobo que nos valeu a derrota.

Jackson5,5– Ainda irregular, embora esteja aos poucos retomando a melhor forma.

Vitor Hugo6,5– O mais lúcido na zaga alviverde, com direito a muita garra.

Egídio3,0– Uma de suas piores partidas com a camisa alviverde. Saiu no intervalo substituído por Robinho-6,5, que deu maior dinamismo ao meio-campo alviverde e fez boas assistências.

Amaral5,5-– Ainda tentando se achar no meio-campo alviverde, mas não deixou de lutar.

Andrei Girotto6,0– Um pouco melhor do que Amaral, e fez um belo gol de cabeça. Saiu aos 12 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel Jesus-6,5, que botou fogo no jogo, com direito a boas jogadas e muita correria.

Zé Roberto6,0– Se não foi brilhante, ao menos tentou cadenciar um pouco mais o jogo, e melhorou quando foi deslocado para a lateral-esquerda.

Rafael Marques5,5– Regular no primeiro tempo, melhorou no segundo, embora ainda abaixo do que pode render de melhor.

Dudu5,5– Muita garra e presença no jogo, embora não estivesse em boa noite em termos técnicos.

Alecsandro5,5– Muita luta e quase um gol. Saiu aos 18 minutos por Lucas Barrios-5,5, que teve três boas oportunidades para marcar mas continua em branco com o manto sagrado alviverde.