Palmeiras perde do Sampaio Correa pela Copa do Brasil

Por Fabian Chacur

Para quem esperava uma recuperação do Palmeiras na noite desta quarta-feira (8), outra má notícia, e com requintes de crueldade. A derrota para a equipe do Sampaio Correa em São Luiz (MA) pelo placar de 2 a 1 em partida válida pela Copa do Brasil 2014 ocorreu na base da virada, e justo quando tal reação do time local parecia improvável.

A partida teve uma primeira etapa simplesmente apavorante. O time local apostou em muita marcação e alguma correria, mas não conseguia criar nada. Enquanto isso, o time com três volantes de Gilson Kleina ia pelo mesmo caminho, com lançamentos infrutíferos e raros lances decentes.

A rigor, tivemos duas boas oportunidades, uma aos 20 minutos com Wendel, que demorou para chutar e mandou para fora, e outra aos 45 minutos em ótima cobrança de falta de Wesley que o goleiro Rodrigo Ramos pôs para escanteio.

Com Diogo no lugar de Josimar, o Palmeiras voltou melhor para a etapa final. Mesmo assim, o Sampaio Correa era quem chegava com mais perigo, exigindo duas belas defesas do goleiro Fábio aos 8 minutos com Arlindo Maracanã cobrando falta e outra com William Paulista aos 16 minutos.

Aos 20 minutos, Mendieta enfim fez uma bela jogada e colocou Henrique na cara do gol. O novo goleador alviverde não perdoou e abriu o marcador a nosso favor. Aos 24 minutos, Fábio fez duas grandes defesas saindo do gol e tirando a oportunidade de Edgar empatar a partida.

Quando o jogo parecia começar a ficar sob controle, o castigo. Carlinhos Maracanã cruzou e encontrou o gigante Edmar livre na área do Palmeiras. O jogador cabeceou com força e venceu Fábio aos 36 minutos. Pouco depois de Mazinho entrar no lugar de Henrique, veio o castigo final, aos 39 minutos, sem dar ao torcedor verde tempo para sequer respirar.

Em contra-ataque rápido, Edgar rompeu a defesa do time de Gilson Kleina, venceu a zaga adversária e, já na área, fuzilou Fábio. Virada que agora levará o Palmeiras a ter de vencer ao menos por 1 a 0 para poder passar de fase na Copa do Brasil no jogo de volta. Resta saber se o treinador será o mesmo até lá…

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fábio6,5– Fez boas defesas e não teve culpa nos gols que marcaram a virada do time adversário.

Wendel5,0– Um dos mais lúcidos do time, mas também cometendo alguns erros absurdos de passe e domínio de bola.

Lúcio5,0– A raça de sempre, mas continua insistindo com seus lançamentos medonhos.

Marcelo Oliveira4,0– Muita luta, mas tecnicamente em noite das menos inspiradas no ano de 2014.

Juninho3,0– Fraco no apoio, fraco na marcação, fraco em tudo hoje.

Josimar4,5– Passou despercebido na primeira etapa. Deu seu lugar para Diogo-5,0-, que criou opções de jogo e ajudou na marcação.

Renato6,0– O melhor dos volantes, com direito a muita dedicação.

Wesley6,0– Lúcido e um dos raros jogadores com algum potencial técnico em campo.

Mendieta5,5– Sumido no primeiro tempo. No segundo, deu bela assistência para Henrique no único gol alviverde e melhorou um pouco.

Leandro3,0– Não foi visto em campo. Sabe-se Deus porque, substituído apenas aos 42 minutos do segundo tempo por Serginho-sem nota, que não teve tempo para nada.

Henrique-6,0- Aproveitou a única chance efetiva de gol que teve, e jogou muito fora da área por falta de opções. Substituído aos 39 minutos por Mazinho-sem nota.