Palmeiras perde do Inter em Porto Alegre

Em partida fraquíssima em termos técnicos e com uma expulsão de cada lado, venceu quem soube aproveitar a chance que teve, no caso o Inter. Vitória do time gaúcho sobre o Palmeiras pelo placar de 1 a 0 na noite desta quarta-feira (9) em Porto Alegre pelo Brasil pelo Brasileirão 2015.

No início, o Verdão teve maior domínio de bola, mas sem saber se aproveitar disso, tentando aquela ligação direta que não costuma dar em nada. Aos 19 minutos, em falta pelo lado esquerdo da nossa defesa, a cobrança encontrou Nilton livre, que, de cabeça, abriu o marcador da partida.

Aos 23 minutos, Valdivia bateu falta e Fernando Prass espalmou. No minuto seguinte, enfim o Palmeiras chega ao ataque, mas a cabeçada de Vitor Hugo foi fraquinha e Muriel defendeu fácil. A coisa ficou bem mais difícil aos 30 minutos, quando Andrei Girotto mandou uma bomba e o goleiro colorado pôs para escanteio. O mesmo Girotto exigiu nova intervenção de Muriel aos 37 minutos.

O jogo continuou morno e sem graça até o fim da etapa inicial, com Alex (que entrou durante a partida no lugar de D’Alessandro) chutando bola travada para as mãos de Fernando Prass em contra-ataque perigoso do Inter, enquanto Cristaldo também teve uma oportunidade, mas não muito boa.

Logo a 1 minuto da etapa final, o estabanado Leandro Almeida tomou o segundo amarelinho e foi para o chuveiro mais cedo, deixando seu time com um a menos em campo. O Inter a princípio se aproveitou dessa vantagem numérica e criou chances com Alex batendo falta aos 11 minutos, Eduardo Sasha aos 17 minutos e Lizandro Lopes aos 20 minutos. Mas aí, a coisa parou.

Com a entrada de Allione, o Verdão melhorou um pouco. Aos 37 minutos, o autor do gol Nilton foi expulso após falta feia em João Paulo, e o Palmeiras cresceu. Mas só criou uma chance real de gol, que o zagueiro Jackson infelizmente finalizou pessimamente, cara a cara, aos 44 minutos.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,5– Boa partida, mais uma vez, sem culpa no gol do adversário.

João Pedro5,0– Com muita garra, mas ainda esbanjando imaturidade e falhando em alguns momentos não muito agradáveis.

Leandro Almeidazero!– Coroou um péssimo primeiro tempo sendo expulso logo a 1 minuto da etapa final em falta infantil. O horror!

Vitor Hugo6,5– A regularidade de sempre do habitualmente mais efetivo jogador da defesa alviverde.

João Paulo5,5– Lutou e tentou alguma coisa, mas sem muito brilho. Saiu aos 38 minutos do segundo tempo substituído por Pablo Mouche-5,0, que tentou alguma coisa, sem êxito.

Andrei Girotto6,5– O melhor do Palmeiras na etapa inicial, com direito ao dois únicos bons chutes a gols do time. Foi injustamente substituído aos 17 minutos do segundo tempo por Allione-6,0, que botou fogo no jogo e mostrou merecer uma chance no time titular.

Thiago Santos5,0– Discreto, era ele quem deveria ter dado a vaga para Allione, não Andrei Girotto.

Zé Roberto6,0– Muita entrega e muita dedicação, mas sem muita inspiração.

Rafael Marques4,0– Não foi visto em campo…

Alecsandro4,0– Não viu a cor da bola. Saiu aos 3 minutos substituído por Jackson-5,0, que alternou bons e maus momentos e perdeu o que seria o gol de empate.

Cristaldo5,5– O guerreiro de sempre, mas não recebeu uma única bola decente para finalizar. Aí fica difícil.