Palmeiras perde do Boca na Bombonera

A partida parecia se encaminhar para um empate de 0 a 0 em La Bombonera na noite desta quarta-feira (24). No entanto, o atacante Benedetto, que havia acabado de entrar em campo, a menos de dez minutos do final, tratou de mudar esse roteiro, marcando dois gols. Boca Juniors 2×0 Palmeiras, e a classificação para a sonhada final da Taça Libertadores 2018 agora depende de um milagre. Um castigo duro, mas bem merecido para uma equipe que fez uma partida muito fraca, atacando muito pouco.

Como seria de se esperar, o time da casa veio com a proposta de pressionar o Palmeiras, com muita marcação e correria. Logo a 1 minutos, Borja arriscou e quase marca por cobertura. A pressão argentina gerou um chute de Perez de fora da área, que foi para fora. Aos 8 minutos, Dudu também arriscou e mandou para fora, em um raro bom momento ofensivo do Verdão.

Aos 15 minutos, o lance de maior perigo, com Weverton vacilando e Izquierdos cabeceando para fora, após cobrança de escanteio. O goleio alviverde se redimiu aos 25 minutos, defendendo um bom arremate de Olaza. Outra boa defesa veio aos 33 minutos. Willian teve uma oportunidade aos 46 minutos, mas chutou para fora. O Palmeiras errou demais o chamado “último passe”.

A etapa final com uma boa defesa de Weverton logo aos 4 minutos. Logo a seguir, aos 4 e 5 minutos, Willian e Bruno Henrique chutaram a gol, mas sem força e sem ameaçar o adversário. Aos 23 minutos, um raro momento de brilho de Dudu, que fez boa jogada e chutou com força, para boa defesa do goleiro do Boca, embora o árbitro tenha marcado tiro de meta.

O jogo estava modorrento quando Olaza cobrou muito bem uma falta, aos 36 minutos, e Weverton fez grande defesa, mandando a bola para escanteio e tendo de ser atendido, a seguir. Desatenta na cobrança do escanteio, a defesa falhou, especialmente Felipe Melo, que até ali fazia boa partida, e Benedetto, de cabeça, abriu o marcador, aos 38 minutos.

Totalmente desarrumado, o time ficou à mercê dos argentinos, e nem mesmo a entrada de Thiago Santos ajudou a segurar a onda gringa. Aos 42 minutos, Benedetto recebeu bom passe, deu bela finta em Luan e chutou no canto de Weverton, determinando a vitória do Boca.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton6,0– Uma falha feia na etapa inicial, uma bela defesa, seguida pelo gol de abertura, e o segundo, que pode ou não ser sua culpa.

Mayke6,0– Boa partida, especialmente na marcação, pois pouco apoiou.

Luan5,0– Tomou uma finta desconcertante no segundo gol argentino.

Gustavo Gómez6,5– Boa partida, especialmente pelo alto.

Diogo Barbosa6,0– Bem na marcação, também pouco apoiou o ataque.

Felipe Melo5,0– Vinha fazendo uma ótima partida, mas falhou nos dois gols, ou seja, de nada adiantou.

Bruno Henrique5,5– Discreto. Saiu aos 41 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-sem nota, que teve a “honra” de ver seu time tomar o segundo gol logo a seguir.

Moisés4,5– Não conseguiu fazer o time jogar. Saiu aos 48 minutos do segundo tempo (????) para dar seu lugar a Lucas Lima- sem nota.

Dudu5,0– Afora uma boa jogada no segundo tempo, apagado demais.

Willian4,0– Bem abaixo do normal também.

Borja4,0– Afora um chute no início da partida, não foi devidamente municiado pelos colegas de time. Saiu aos 30 minutos do segundo tempo substituído por Deyverson-sem nota, que também não viu a cor da bola.