Palmeiras perde do Atlético-MG em pleno Pacaembu

Aproximadamente 7.500 torcedores presenciaram nesta fria noite de sábado (9) no estádio do Pacaembu uma nova derrota do Palmeiras no Brasileirão 2012. Desta vez, a vitória caiu no colo do Atlético-MG, que conseguiu o triunfo com um gol de Jô aos 3 minutos da etapa final mesmo sem dar um banho de bola. Seu adversário facilitou as coisas.

Na etapa inicial, a marcação e os passes errados foram a marca da disputa entre paulistanos e mineiros, com raras oportunidades de gol.

Felipe foi derrubado na área atleticana logo no início da partida, mas o juiz deu falta fora da área. A oportunidade mais clara de gol nos 45 minutos iniciais ficou nos pés do atleticano Bernard aos 21 minutos, após falha de Cicinho, novamente um dos piores em campo.

Logo aos 3 minutos da etapa final, Bernard deu um baile em Cicinho no lado direito da defesa alviverde e cruzou na área. Jô pulou na frente de Thiago Heleno e, de cabeça, abriu o marcador. Um a zero Galo.

A partir desse momento, o estreante Ronaldinho Gaúcho, que já havia feito um primeiro tempo aceitável, passou a colocar seus colegas de time na cara do gol o tempo todo. Marcio Araújo, seu marcador, tomou amarelo aos 12 minutos na tentativa de pará-lo.

Aos 9 minutos, Felipão tira Felipe e coloca Maikon Leite, e aos 17 minutos, Mazinho na vaga de Luan. Não mudou absolutamente nada. O time até piorou, dando amplos espaços para os contra-ataques do rival.

O Atlético-MG de Cuca teve diversas chances de ampliar o marcador, e só não o fez graças a pelo menos três boas defesas de Bruno e também a um gol de Rafael Marques anulado aos 28 minutos, após rebote do nosso goleiro.

Aos 28 minutos, Cicinho deu lugar a João Vitor. O Palmeiras só chegou perto do gol graças a quatro cobranças de falta de Marcos Assunção. Aos 11 e aos 18 minutos, o goleiro Giovanni conseguiu espalmar.

Aos 38 e aos 41 minutos os chutes de Assunção pararam na trave, para o desespero do torcedor alviverde, que mais uma vez vê seu time perder.

Agora, a situação nesse início do Brasileirão torna-se horrível, com apenas um ponto conquistado em 12 disputados, com direito a três derrotas. Uma largada pavorosa!

Ocorra o que ocorrer na Copa do Brasil, cuja fase semifinal começa para nós na próxima quarta-feira(13) em Porto Alegre contra o Grêmio, fica claro que será necessária uma enorme reação no campeonato de pontos corridos para que o fantasma do rebaixamento possa sair da nossa frente. Medidas corajosas se fazem necessárias, e logo.

Com a palavra, a atual direção da Sociedade Esportiva Palmeiras.