Palmeiras não vai além de um empate em Catanduva

Por Fabian Chacur

Em partida realizada na tarde deste domingo (29) em Catanduva pelo Paulistão 2012, o Palmeiras não conseguiu ir além de um empate contra o fraco Grêmio Catanduvense. Se até merecia vencer, o placar de 1 a 1 deixou bem claras as deficiências das duas equipes.

Com Maikon Leite e Daniel Carvalho nas vagas de Tinga e Valdívia, o Palmeiras fez um primeiro tempo no qual até pressionou, mas não conseguiu criar uma única chance clara de gol, tropeçando em suas evidentes deficiências no quesito finalização.

Por sua vez, a limitadíssima equipe do interior de São Paulo jogou fechada na defesa, arriscando vez por outra chutes de fora da área. Um deles, aos 38 minutos, exigiu boa defesa de Deola em arremate de Washington, a melhor oportunidade de gol da etapa inicial.

Seria aterrorizante se o segundo tempo fosse ainda pior, e isso felizmente não ocorreu. O time da casa teve duas boas oportunidades aos 7 e aos 11 minutos, sendo a segunda uma cobrança de falta de Alemão que encontrou a trave de Deola no caminho.

Como tem sido praxe no time treinado pela dupla Felipão/Murtosa, os dois melhores lances logo a seguir vieram dos pés de Marcos Assunção, em duas cobranças de falta aos 15 (bateu na trave) e aos 18 minutos.
As saídas de Luan para a entrada de Pedro Carmona e de Daniel Carvalho dando sua vaga para Patrik ainda não haviam surtido efeito quando Leandro Amaro, de forma bisonha, pôs a mão na bola em plena área. Pênalti, que o veterano Osni converteu aos 29 minutos.

Com Fernandão na vaga de Maikon Leite aos 31 minutos, o Verdão tentou na base do abafa o empate. Aos 34 minutos, Ricardo Bueno perdeu gol feito, após cruzamento de Fernandão.

Aos 35 minutos, Marcos Assunção chutou forte de longa distância e obrigou o goleiro adversário a fazer ótima defesa. Ao cobrar o escanteio decorrente de seu bom chute, Assunção deu assistência perfeita para Fernandão empatar, de cabeça, aos 37 minutos.

Aos 42 minutos, quase Osni põe novamente o time da casa na frente, gol evitado por boa defesa de Deola, enquanto o Palmeiras por pouco não venceu no finalzinho em bom chute de Patrik e em mais um gol incrível perdido por Ricardo Bueno.