Palmeiras não se classifica, mas vence Coritiba

Por Fabian Chacur
Perante quase sete mil torcedores na noite desta quarta-feira (11) no estádio do Pacaembu, o Palmeiras não conseguiu concretizar a missão impossível que tinha nas mãos.

No entanto, o time de Felipão ao menos se despediu de forma digna da Copa do Brasil 2011, quebrando uma longa invencibilidade de 29 jogos (sendo 24 vitórias consecutivas) do Coritiba, com um placar favorável de 2 a 0.

Na etapa inicial, o que se viu foi a disposição do Alviverde Imponente, que,no entanto, pouco conseguia de realmente efetivo, enquanto a equipe paranaense administrava a larga vantagem conquistada na primeira partida, na qual venceu por 6 a 0.

O início do segundo tempo até que trouxe novas esperanças aos palmeiristas do Brasil e do mundo, quando Emerson contra abriu o marcador a nosso favor com menos de 30 segundos.

De forma mais efetiva, mas perdendo muitos gols e errando passes decisivos, o Palmeiras ao menos chegou ao segundo gol.

Aos 20 minutos, Marcos Assunção, depois de errar inúmeras cobranças de escanteio e bolas paradas, cobrou uma falta de forma magistral e marcou seu segundo gol dessa forma na temporada.

Daí, o Coritiba, com um a menos a partir dos 15 minutos quando seu atacante Bill tomou com justiça o segundo cartão amarelo e foi expulso, só deu Verdão, que, no entanto, pecou pela falta de pontaria.

Até que, para jogadores que viram o ônibus que os transportou ao estádio ter vidros quebrados por vândalos antes da partida, os atletas alviverdes tiveram um desempenho digno de nossas tradições.

Dessa forma, o clube paranaense fará a semi-final da Copa do Brasil com o Ceará.

Ironicamente, a equipe da cidade de Fortaleza arrancou a classificação em cima do badalado Flamengo de Vanderlei (ou Wan Der Ley, ou Van der sar, ou Vam pi rão, ou sei lá!), com dois gols de Washington Dumbo. Ou seja, de certa forma, eliminamos o Menguinho.

E que venham o Campeonato Brasileiro, e a Copa Sul-americana.