Palmeiras não sai do zero em estreia no Paulistão

barcos_bragantino


A piada veio prontinha, prontinha: o jogador Leo Jaime atuou no time do Bragantino, o adversário do Palmeiras em sua estreia no Paulistão 2013, apenas para cantar um dos maiores sucessos de seu homônimo famoso: “ôôôô, nada mudou”. Em partida simplesmente horrorosa, o onze alviverde não passou de um 0 a 0 na tarde deste domingo (20) no Pacaembu, perante mais de 10 mil heróis.

Como seria de se esperar, por ser a primeira partida oficial do Palmeiras na temporada 2012, o time dirigido por Gilson Kleina esbanjou desentrosamento e incompetência, especialmente nos setores de meio-campo e ataque. Mas a dose foi exagerada.

Na meia-cancha, Wesley e Patrick Vieira pouco fizeram, Márcio Araújo esteve um pouco melhor do que eles (o que significa quase nada) e Souza, em sua reestreia no Verdão, acabou sendo o destaque da partida, arriscando chutes de longa distância e tendo desempenho aceitável na cobrança de faltas e escanteios.

No ataque, Luan abusou do direito de errar passes e jogadas, enquanto Barcos ficou quase que o tempo todo fora da área, sem produzir praticamente nada.Isso, contra um adversário totalmente fechado e simplesmente inexistente em termos ofensivos.

Na etapa inicial, embora tenha dominado as ações, o Palmeiras só chegou perto de abrir o marcador em chutes de Souza aos 14, 17 (cobrando falta) e 31 minutos, enquanto Barcos cabeceou para fora aos 22 minutos o único cruzamento certo feito por Luan.

Na etapa final, Henrique protagonizou a primeira chance razoável de gol, cabeceando para fora aos 8 minutos. Aos 11, Souza é derrubado na área pelo goleiro adversário.Pênalti, que Barcos bateu mal, acertando a trave esquerda do Bragantino.

Aos 19 minutos, Patrick Vieira faz sua única jogada eficiente, por pouco não abrindo o marcador. Logo em seguida, deu sua vaga a Maikon Leite, que ao menos investiu em sua correria habitual e conseguiu alguns momentos mais agitados em termos ofensivos, mas sem grande eficiência.

Luan saiu de cena aos 25 minutos bastante vaiado, substituído por Mazinho. O “Messi Black” teve seu grande momento ao chutar boa bola aos 30 minutos, que no entanto caprichosamente bateu na trave e se encaminhou para a linha de fundo.

Até o final, o que se viu foi um bando de jogadores alviverdes indo pra frente de forma atabalhoada, com Henrique virando meia, e nada de efetivo. Por sua vez, o time de Bragança Paulista tinha espaços para contra-atacar, mas tropeçava em sua imensa incompetência. O resultado final, um tedioso 0x0, acabou castigando a incompetência do Palmeiras, que pelo visto ainda continua imerso no segundo semestre de 2012.

AVANTI PALMEIRAAAAAAS!!!