Palmeiras não passa do 1 a 0 contra o Coruripe

Se há um torneio no qual o termo “vitória com sabor de derrota” parece feito sob medida, é a Copa do Brasil. Um bom exemplo ocorreu na noite desta quarta-feira (14) em Maceió, no estádio Rei Pelé.

Com um gol de Barcos, o Palmeiras venceu o Coruripe por 1 a 0, vitória que, apesar de importante, não eliminou a partida de volta, fato que seria de extrema importância para o time paulistano. Assim, teremos de enfrentar novamente os alagoanos, desta vez na próxima semana, na cidade de Jundiaí.

Quem sabe o grande problema tenha sido fazer o gol logo de cara. Aos 2 minutos, Daniel Carvalho colocou Barcos na cara do gol, e o atacante argentino não perdoou, fazendo seu oitavo tento com o manto sagrado alviverde.
Aos 7 minutos, Deola fez sua única defesa na primeira etapa, tirando boa bola de Rogério Rios. Aos 17 minutos, Arthur quase faz, após escanteio cobrado por Marcos Assunção.

A partir daí, no entanto, o que se viu foi um Palmeiras cadenciando demais as jogadas e criando praticamente nada, enquanto os esforçados atletas do Coruripe corriam e marcavam como podiam, sem também conseguir chances de gol.

A expectativa dos mais de 10 mil torcedores presentes ao estádio, boa parte deles torcendo pelo Verdão, era de que o time treinado por Felipão fosse para cima e resolvesse logo a fatura no início da etapa final. Aos cinco minutos, Daniel Carvalho tentou um chute, que o goleiro pegou.

A partir daí, o Coruripe acabou tendo as melhores chances. Aos 9 minutos, Jacó tocou de cabeça e Henrique teve de tirar a bola quase que em cima da linha. Aos 16 minutos, Rogério Rios fez ótima jogada e acabou chutando para fora.

Pedro Carmona e Ricardo Bueno entraram respectivamente aos 19 e 26 minutos nos lugares dos apagados Daniel Carvalho e Maikon Leite, mas pouco fizeram para melhorar a situação da partida, que ficou modorrenta. Nem o fato de os jogadores do time alagoano começarem a sofrer com cãibras e falta de fôlego nos ajudou.

Aos 42 minutos, Henrique teve a melhor chance para fazer o segundo gol alviverde, mas deu azar e mandou a bola na trave. Mesmo com cinco minutos de justos acréscimos devido à cera do time mandante, não conseguimos chegar ao sonhado segundo gol. Sorte do povo de Jundiaí e arredores, que terá a chance de ver o Palmeiras por lá na próxima semana… Ah, o adversário na próxima fase da Copa do Brasil já está definido. É o Horizonte, do Ceará.