Palmeiras não passa de um empate contra o América-MG

Duas partidas, dois times diferentes, mas um mesmo roteiro. Exatamente como na partida de quinta-feira (2) pela Copa do Brasil contra o Bahia, o Palmeiras perdeu um pênalti e não conseguiu sair do 0 a 0 em Belo Horizonte na tarde deste domingo (5) contra outro adversário fraco, o América-MG, desta vez pelo Brasileirão. Um início preocupante da nova era Scolari no Verdão.

Com uma escalação totalmente diferente da jogo em Salvador, mantendo apenas Weverton e Moisés, o Palmeiras teve um primeiro tempo mediano, no qual jogou um pouco mais pelo chão, mas sem muita inspiração. Bem fechado e ciente de suas limitações técnicas, o time treinado por Adilson Batista veio para segurar o empate e tentar algo em contra-ataques.

O time mineiro quase marca aos 20 minutos, quando Weverton saiu bem e conseguiu defender o chute de Gerson Magrão, cara a cara. Aos 25 minutos, Jean bateu de forma bisonha e perdeu o pênalti cometido por Matheus Ferraz em Moisés. Luan falhou feio e deu a oportunidade a Ruy, que chutou forte e exigiu boa defesa por parte do nosso goleiro.

Se o primeiro tempo não foi um show de bola, o segundo o superou em ineficiência de parte a parte. Ruy mandou uma bola na trave alviverde aos 10 minutos, no lance mais agudo dessa etapa de jogo. O time da casa teria mais oportunidades, mas nenhuma tão boa como essa, enquanto o Palmeiras se mostrou burocrático e ineficiente até o último minuto.

A nota dos jogadores do Palmeiras:

Weverton- 8,0– Boas defesas, e contou com a sorte na bola na trave.

Mayke- 6,0– Regular no apoio e na defesa.

Luan-4,0– Inseguro e irregular, quase entrega o ouro no primeiro tempo.

Thiago Martins-6,0– Melhor do que seu colega de zaga.

Victor Luis- 5,0– Muita disposição, como sempre, mas esteve fraco no apoio, com cruzamentos horríveis.

Thiago Santos-5,0– Fora de ritmo.

Jean-4,0– Totalmente fora de jogo, e de quebra ainda perdeu o pênalti que poderia ter nos dado uma vitória importante.

Lucas Lima-5,5– Teve alguns bons momentos e ajudou bastante na marcação, mas bem abaixo do que pode render.

Moisés- 5,5– Sofreu o pênalti e se esforçou, mas também pecou pela irregularidade e passes errados. Saiu aos 14 minutos do segundo tempo substituído por Bruno Henrique-5,0, que não conseguiu fazer praticamente nada para melhorar o meio-campo alviverde.

Hyoran- 6,0– Fez um primeiro tempo de médio para bom, mas caiu um pouco na etapa final. Saiu aos 45 minutos do segundo tempo substituído por Gustavo Scarpa-sem nota, que não teve tempo para nada.

Borja-4,5– Não finalizou uma única bola no gol adversário, embora tenha feito uma ou outra assistência. Sentiu bastante falta de jogo. Saiu aos 22 minutos do segundo tempo dando sua vaga a Deyverson-2,0, que além de jogar mal como de praxe ainda viu o time praticamente não alçar bolas na área americana, única situação na qual ele faz alguma coisinha…