Palmeiras “modo treino” vence o América-MG em Londrina

A expectativa da torcida palmeirense no norte do Paraná era enorme. O Verdão, líder do campeonato, enfrentaria o pior time da competição, o América-MG. Estádio cheio, era evidente que todos ali ansiavam por uma goleada.

Com Zé Roberto mais uma vez atuando no meio-campo, estratégia que não deu tão certo desta vez, o Palmeiras foi pra cima do time mineiro desde o primeiro segundo. Pressão total.

Dois minutos depois, o Palmeiras conseguiu abriu o placar com um belo chute de Tchê Tchê na entrada da área. É o tipo de chute que normalmente passa muito longe do gol quando a fase do time é ruim.

Poucos minutos depois do primeiro gol, o atacante Erikteve outra chance para deixar de ser uma promessa e marcar o segundo gol palmeirense. Dudu deixou ele na cara do gol e ele perdeu mais essa oportunidade. Um dia, quem sabe…talvez.

Depois desse lance, o Palmeiras entrou no que quem joga vídeo game chama de training mode (ou modo de treino).Errando muitos passes no meio-campo e jamais sendo ameaçado pelo adversário, o time parecia apenas esperar o apito do árbitro para voltar para o vestiário.

Sabe aquele dia quando você vai para o trabalho commuita preguiça, faz algumas coisas até as 11 horas e fica esperando o almoço? Pois é, mais ou menos isso.

Para a segunda etapa, o Palmeiras voltou do mesmo jeito. Como o futebol apresentado também era o mesmo, o Cuca perdeu a paciência com o Erik e colocou o Alecsandro em seu lugar. Claro que nenhum dos nossos atacantes jogou bem e até mesmo o Dudu teve um desempenho muito abaixo do que a gente costuma ver, mas o problema não estava apenas no ataque.

O meio-campo também não estava funcionando como deveria. O motivo era a falta de entusiasmo? Não sei, mas deram muita sopa para o azar. Bastava uma bola parada, um escanteio para complicar o jogo. Futebol é assim.

Depois da entrada de Cleiton Xavier no lugar de Moisés, o Palmeiras melhorou um pouco. Quase fizemos o segundo gol com Rafael Marques, que substituiu Dudu no ataque, mas foi o injustiçado Alecsandro que marcou e fez 2×0. Alívio imediato nas arquibancadas do Estádio do Café e em todo mundo verde.

Espero que este gol dê o ânimo necessário que oAlecsandro precisa para voltar a ser uma boa alternativa para o ataque palmeirense. Nosso próximo adversário também é de Minas Gerais, também segue ameaçado pelo rebaixamento, mas é um time muito mais forte.

O Cruzeiro precisa ganhar em Araraquara, onde vamos atuar nesta quinta-feira, e temos que devolver a derrota que sofremos no primeiro turno. Tenho certeza que na Fonte Luminosa o ânimo será outro, mas o resultado tem que ser o mesmo de hoje: uma vitória e mais três pontos na tabela. Esse cheirinho tá bão demais!

*******

Força para o grande Ruy de Sá, mondista e palmeirense que sofreu um grave acidente de moto neste final de semana e se encontra hospitalizado. Pensamento positivo e orações para o nosso amigo!

Abraço a todos!