Palmeiras liquida no primeiro tempo e vence o ASA

O Palmeiras garantiu mais uma vitória na Série B, dessa vez o Verdão venceu por 3 a 0 o ASA de Arapiraca, e segue líder da competição. Os gols saíram no primeiro tempo com Kleber, Juninho e Tiago Real, todos passe de Leandro, para a alegria da torcida palmeirense que lotou o estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca . O segundo tempo foi mais morno, e teve até um gol bem anulado do time alagoano.

Agora o Palmeiras joga no próximo sábado, 1 de junho, às 16h20, contra o América-MG, em Itu.

O jogo

O palmeirense ainda tinha aquele fantasma da Copa do Brasil de 2002, mas logo de cara a torcida já viu que o jogo seria diferente. Aos três minutos, Leandro deu um chute perigoso ao gol, que saiu por cima do gol do time alagoano.

Cinco minutos depois, Kleber recebeu um passe de Leandro quase na entrada da área, tentou driblar o goleiro, mas Gilson rebateu. No rebote, Kleber chutou entre as pernas do zagueiro e abriu o placar.

Vendo a superioridade do Palmeiras em campo, o Asa se perdeu e a torcida se calou. Assim, aos 20 minutos, depois de um cruzamento errado de Ayrton a bola bateu no juiz e foi parar nos pés de Leandro. O atacante tocou para Juninho que chutou forte pro fundo do gol.

Faltando três minutos para o fim, Leandro, mais uma vez, deu passe para Tiago Real, a bola ainda tocou no zagueiro, antes de chegar aos pés do meia, que driblou e ampliou o placar para o Palmeiras.

A segunda etapa começou com tentativa de pressão do ASA, mas o Palmeiras conseguiu administrar o jogo. Kleber saiu contundido, dando lugar ao atacante Caio Mancha.

Com um jogo fraco mais uma vez, Wesley saiu dando lugar a Ronny.

Tentando ser mais ofensivo, Juninho deu o primeiro chute a gol do Palmeiras no segundo tempo.

Aos 33 minutos, Charles pediu pra sair e Marcelo Oliveira entrou em seu lugar. Logo depois, Bruno cobrou uma falta e o volante Milton Júnior desviou a bola com a mão. Assim, o árbitro anulou corretamente o gol.

Aos 43, Lúcio Maranhão quase fez um golaço, fazendo fila pelo lado direito, mas foi desarmado antes de finalizar.

A partida terminou com um ‘olé’ da torcida palmeirense presente em peso.