Palmeiras joga mal e não sai do 0x0 no Ceará

Mais um jogo sob o comando de Felipão, mas ainda não foi desta vez que o treinador gaúcho conseguiu a sua primeira vitória desde o seu retorno. Hoje, o Palmeiras não saiu de um empate sem gols com o Ceará, em Fortaleza.

Com um time completamente remendado, o Palmeiras tentou surpreender o Ceará em sua casa, mas foi o time da casa que começou atacando o Verdão, e a estrela do goleiro Deola começou a brilhar logo no início da partida.

Mas, assim como o Palmeiras, o time cearense mal conseguia acertar algum chute a gol, com exceção de um bom chute de Erick Flores. Já o Palmeiras só conseguiu levar algum perigo ao goleiro Diego, num chute fraco de Kleber.

Com isso, o primeiro tempo da partida foi modorrento e fraco, e até me fez lembrar do “esquecível” Vasco x Palmeiras, disputado neste mesmo Brasileirão, em São Januário, também disputado num domingo à noite.

O Palmeiras voltou melhor para o segundo tempo, porém sem alterações. Mas Kléber, muito marcado e sendo derrubado o tempo todo, e Ewerthon, que só corre, não conseguiam chutar ao gol.

Wellington Amorim entrou no time do Ceará, e Deola começou a ter trabalho no jogo. Mesmo assim, o Palmeiras ainda conseguia controlar a partida, embora a falta de um centroavante dificultasse muito as coisas.

Quem ajudou a complicar ainda mais as coisas foi esse desastre chamado Léo. O zagueiro, que veio do Grêmio como pagamento de uma dívida antiga, fez uma falta idiota num lateral do Ceará, aos 30 min, e foi corretamente expulso pelo árbitro.

Felipão teve então que sacar Ewerthon para a entrada de Leandro Amaro na zaga que, com muito custo, e contando com ótimas defesas do Deola, conseguiu manter o 0x0 até o final da partida.

No final, tivemos uma boa oportunidade de abrir o placar num contra-ataque, Kléber deixou Lincoln em boa posição dentro da área, mas ele chutou mais o chão que a bola.

Sinceramente, foi um bom resultado para o Felipão. O treinador, depois de três jogos, terá mais argumentos para cobrar a lenta diretoria para trazer mais reforços, e não se concentrar somente na vinda de um (importante) jogador.

Abraço a todos!