Palmeiras bate o Sport em jogo dramático

30.463 torcedores acompanharam no Pacaembu uma partida comum do Campeonato Brasileiro mas que, por conta da colocação do time na tabela, virou quase uma final de campeonato.

Ambas as equipes, ameaçadas pelo rebaixamento, entraram muito pressionadas em campo, mas só o Palmeiras atacava no início da partida.

Apesar do domínio completo, o primeiro chute a gol só saiu mesmo aos 18 minutos quando Luan bateu fraco com curva de fora da área diretamente para as mãos do goleiro Magrão.

Dez minutos depois, Obina quase abriu o placar quando, após receber de João Vitor dentro da área, bateu certinho no canto mas a bola foi caprichosamente para a trave.

Até o final da primeira etapa, o Palmeiras continuou dominando a partida, mas sem criar chances. No entanto, foi o Sport quem quase abriu o placar com Felipe Azevedo, de cabeça, mas Bruno fez uma boa defesa.

Na volta para o segundo tempo, Felipão promoveu a entrada de Artur no lugar do amarelado João Vitor. Logo aos 7 min, Correa bateu de fora da área, um chute despretensioso, mas que passou por baixo do goleiro Magrão e foi pra rede. 1×0.

Com o gol, o Palmeiras recuou e deu espaço para o time do Sport. Aos 16 min, Rivaldo (aquele mesmo) meteu um tirombaço da intermediária, a bola encobriu Bruno, bateu no travessão e depois no chão, já dentro do gol. Era o empate dos pernambucanos.

Mas a alegria deles durou poucos minutos, pois o recém-chegado Tiago Real (o melhor jogador em campo) marcou o gol do desempate e trouxe a alegria de volta ao Pacaembu.

Com isso, o Palmeiras voltou a dominar a partida e Obina fechou o placar, pegando uma bola de primeira de Tiago Real e afundando o time do Sport. Aos 41 min, Valdívia quase fez o quarto gol do Verdão de falta, mas a bola mais uma vez bateu na trave e ficou nisso: 3 a 1.

A vitória dá um pouco de tranquilidade para a equipe que enfrenta o Atlético-MG lá em BH, desta vez sem Henrique, que tomou o terceiro cartão hoje.

Abraço a todos!