Palmeiras ganha no Pacaembu com gol de Leandro

leandro_palmeirense

O goleiro adversário fechou a meta adversária. Muitas foram as chances de gol desperdiçadas. Nosso time ficou com um jogador a menos desde os 22 minutos da etapa final. Mesmo assim, o Palmeiras conseguiu vencer no Pacaembu, na tarde deste domingo (24), perante mais de 20 mil torcedores, o União Barbarense pelo placar de 1 a 0, gol do estreante Leandro, que entrou no segundo tempo.

Com a mesma escalação dos dois jogos anteriores, o Verdão foi para cima do adversário, que se encontra na zona do rebaixamento, e criou uma boa oportunidade logo aos 2 minutos, com Souza batendo falta. O Barbarense, a rigor, só obrigou Fernando Prass a trabalhar aos 10 minutos, em cruzamento na nossa área.

Só Márcio Araújo finalizou umas quatro vezes com perigo, entre elas uma bola na trave aos 32 minutos. Vinícius, esforçado como sempre, quase faz um golaço aos 18 minutos, exigindo outra boa defesa de Wilson, um dos melhores em campo. Aos 41 minutos, Márcio Araújo e Vinícius protagonizaram mais um momento agudo por parte da ofensiva alviverde. Mas o 0 a 0 insistia em não sair do placar.

A etapa final começou a mil, com o time interiorano ameaçando a meta alviverde em cobrança de falta e Márcio Araújo, que completou sua partida de número 200 com o manto sagrado alviverde, complicando mais uma vez a vida de Walter, aos 2 minutos. Quando o jogo começou a ficar mais morno, o treinador Gilson Kleina colocou Valdívia no lugar de Wesley, aos 12 minutos.

O meia retornou e já mostrou de cara sua capacidade de colocar os colegas na cara do gol. Aos 16 minutos, Vinícius recebeu o lançamento do Mago e chutou forte. Walter espalmou e no rebote, Souza mandou de bicicleta, quase fazendo um golaço. No minuto seguinte, outro passe açucarado do nosso camisa 10 e Vinícius quase faz, mas a bola teimou em não entrar.

Quando o gol alviverde parecia iminente, o susto. Marcelo Oliveira erra um passe, tenta se recuperar e faz uma falta que lhe valeu o segundo cartão amarelo, e a expulsão de campo, aos 22 minutos. Logo a seguir, Itaqui bate a falta, mas a bola vai longe. E o Palmeiras continua a pressão, mesmo assim.

Cansado, Vinícius foi sacado aos 24 minutos, dando lugar ao estreante Leandro. Aos 29 minutos, Fernando Prass realiza grande intervenção em um raro e eficiente contra-ataque do adversário. Aos 31 minutos, é a vez de Souza incomodar Walter, que de novo insiste em não permitir o gol do Verdão.

Para tornar o time ainda mais ofensivo, Kleina tira Márcio Araújo e coloca Caio Mancha, que logo aos 32 minutos quase abre o marcador, em outra defesa milagrosa de Walter. Tudo levava a crer que o arqueiro adversário seria o grande nome do jogo, impedindo uma vitória que parecia inevitável para o time da casa.

Mas a solução veio mesmo do banco. Caio Mancha roubou bola da zaga adversária e a bola cai nos pés de Leandro. O ex-gremista recebe, domina bem e chuta de direita no cantinho de Walter. Enfim o marcador saía do zero, aos 36 minutos. Prass, aos 42, evita o empate em jogada de bate-rebate na nossa área. Mas ficou no susto, felizmente, para alegria da grande nação alviverde.