Palmeiras ganha do Rio Claro no Pacaembu

Sai, zica!!!! Enfim saiu a primeira vitória de Cuca como treinador do Palmeiras. Foi contra o Rio Claro, pelo placar de 3 a 0, na noite desta quinta-feira (31) no estádio do Pacaembu, perante quase 16 mil torcedores que apoiaram o time o tempo todo. O resultado recoloca o Verdão na disputa por uma vaga nas finais do Paulistão, e melhora o astral de todos.

A busca pelo gol se mostrou intensa desde o primeiro minuto de jogo, com o time apresentando mais movimentação e mais organização. A primeira oportunidade mais forte veio aos 7 minutos em arremate forte de Jean que o goleiro Lucas rebateu para escanteio. Aos 8 minutos, foi a fez de Gabriel Jesus cabecear e exigir boa intervenção do goleiro adversário.

O zagueiro Vitor Hugo deu, aos 14 minutos, sua terceira cabeçada a gol, prova de que a pressão se mostrava forte. Sem grande força ofensiva, o Rio Claro chegou à meta de Fernando Prass aos 16 minutos, que desviou a bola para escanteio em defesa de puro reflexo. Um susto daqueles.

A pressão continuou intensa, mas a bola se recusava a entrar, especialmente em finalizações de Lucas Barrios aos 20 minutos e Alecsandro aos 19 e 21 minutos. Fernando Prass voltou a ser exigido aos 37 minutos. Aí, aos 44 minutos, enfim o alívio: Alecsandro fez de cabeça, após cobrança de escanteio.

Logo a 1 minutos, Lucas Xavier chuta forte e quase complica a vida de Fernando Prass, que rebateu, mas se recuperou na jogada seguinte e defendeu. Aí, aos 9 minutos, Gabriel Jesus fez um golaço, daqueles que fazia nos tempos da base, dando um baile na defesa do Rio Claro e finalizando com categoria.

A partir daí, o Palmeiras passou a administrar o placar e tentar ampliar o marcador sem se arriscar, embora também não deixasse de atacar. E aos 41 minutos, chegou ao seu intuito, com Rafael Marques cabeceando com força após cruzamento perfeito de Egídio. Final perfeito para uma noite perfeita, enfim.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,0– Pouco exigido, mas sempre atento.

Jean7,0– Bom no apoio e na marcação, muito melhor do que o desempenho recente de Lucas.

Thiago Martins6,5– Seguro e tranquilo, dominou o setor sem dificuldade.

Vitor Hugo6,5– Voltou bem, felizmente, e não teve muito trabalho.

Egídio7,0– Mais seguro, melhorou e se arriscou mais no apoio ao ataque, que é seu ponto forte. Bela assistência para o gol de Rafael Marques.

Arouca5,5– Um pouco melhor do que em partidas anteriores.

Matheus Sales5,5– Partida sóbria e segura até sentir uma contusão e ser substituído aos 11 minutos do segundo tempo por Thiago Santos6,0– que não deu chances ao meio-campo adversário e quase faz um golaço.

Robinho5,0– Esforçou-se bastante, mas não estava acertando os passes, e aos 42 minutos do primeiro tempo saiu com uma indisposição que o levou a vomitar bastante ainda em campo, substituído aos 42 minutos do primeiro tempo por Allione5,0-que se não comprometeu, também não apareceu muito.

Gabriel Jesus8,0– Bela atuação, com direito a um golaço.

Lucas Barrios5,5– Se não foi brilhante, ao menos se movimentou bastante e tentou ser boa opção ofensiva. Saiu aos 23 minutos do segundo tempo substituído por Rafael Marques6,0-que voltou a marcar um gol após um longo tempo. Que seja o começo de uma recuperação.

Alecsandro7,5– Muita garra e mostrando bom desempenho como segundo atacante, ainda fez o gol que desafogou o time, nessa fase difícil.