Palmeiras fica no empate no Canindé

Jogando contra um adversário que estava mais preocupado em se defender do que buscar um bom resultado mesmo jogando dentro de casa, o Verdão empatou em 2×2 contra a Lusa neste sábado quente de carnaval. 

A primeira etapa foi um tanto truncada, com o Palmeiras pressionando muito, dominando o meio-campo, mas poucas vezes chegando ao gol do goleiro Fábio, já que a bola pouco chegou aos pés de K9. No finalzinho, a Lusa teve uma boa chance, numa cabeçada que passou muito perto da trave do Marcos. 

Já aos oito minutos do segundo tempo, Willians desceu pela direita em alta velocidade, como sempre, e foi derrubado dentro da área. Pênalti. K9 fez o seu primeiro da tarde. 

Parecia que a porteira estava escancarada. O time da casa teve que sair mais pro jogo, e deixou o Palmeiras atacar com mais facilidade.  Alguns minutos depois, CX10 deu um belíssimo passe para Keirrisson (cansei de escrever K9), fazer o seu segundo gol da tarde, driblando o goleiro, com muita calma. 

Eu já estava aqui esperando o terceiro. A torcida chamava Mario Sérgio de burro quando “Jesus” Christian foi derrubado na área. Pênalti, que Edno converteu com paradinha. Afinal, paradinha pode, ou não pode? Ou a “regra” vale só contra o Palmeiras.

Aos 30 minutos, momento LAZARENTO de qualquer partida, o Palmeiras repetiu a mesma falha nas bolas aéreas que vem cometendo há um bom tempo. 2×2 Lusa. Gol de Marco Antônio.

Foi um empate com sabor de derrota, mas poderia ser pior caso Fellipe Gabriel acertasse o pé depois de fazer uma boa jogada e driblar o goleiro Marcos.

Continuamos sem perder no Paulistão, mas as falhas do time começam a surgir. É bom que sejam detectadas, e corrigidas a tempo. Ainda temos muitas partidas neste ano, e temos que melhorar muito, e esquecer esse oba oba da imprensa. 

A próxima partida do Palmeiras é na quarta-feira, contra o São Caetano, em São Caetano do Sul.