Palmeiras faz Brasileirão semelhante ao de 2010

Por Fabian Chacur

Em 2010, Luiz Felipe Scolari assumiu o Palmeiras quando o Brasileirão já estava em andamento. Ao fim da competição, a equipe conseguiu apenas o 10º posto, obtendo 50 pontos conquistados com 12 vitórias, 14 empates e 12 derrotas, 42 gols pró e 43 contas.

Um ano depois, no mesmo torneio, o treinador já não pode mais culpar ninguém por um desempenho ruim, pois é o comandante da equipe verde em toda a competição.

Faltando apenas duas rodadas para o fim do Brasileirão 2011, percebemos curiosamente que a campanha do Verdão está muito semelhante à do ano anterior.

Se por ventura vencermos nossos dois últimos jogos, contra São Paulo e Corinthians, iremos igualar as mesmas 12 vitórias, com dois pontos a mais. No entanto, já é certo que nossa posição máxima será a 11ª, pois o Santos, atual décimo, tem 52 pontos, mas ostenta cinco vitórias a mais do que nós, primeiro critério de desempate.

No quesito gols a favor, já atingimos os 42 obtidos em 2010, enquanto a defesa atual tomou 39, contra os 43 sofridos em 2010. O aproveitamento de pontos em 2010 foi de 43,9 %, contra 42,6% até a 36ª rodada da competição neste ano. Tudo muito parecido, heim?

Essa comparação é um bom argumento para quem considera a atual passagem do treinador gaúcho no comando do Palmeiras muito fraca, certamente uma das piores relações custo-benefício do futebol mundial no momento.

No fim das contas, só nos resta torcer para que possamos vencer os dois clássicos que nos restam como consolo em relação a mais um ano de resultados pífios, e também para que o Brasileirão 2012 possa nos oferecer números bem melhores.