Palmeiras falha, perde, é roubado e eliminado no Pacaembu

Sempre faço um tipo minuto a minuto do jogo. Mas, dessa vez prefiro crônica. Porque tem muitos pontos extra campo serem falados. O Palmeiras era considerado o azarão entre os times brasileiros na Libertadores, vinha fazendo uma campanha empolgante, juntamente com a torcida que encheu os jogos da competição. Mas, o Verdão caiu no primeiro mata-mata, após conseguir voltar do México com um empate por 0 a 0. Bastava uma vitória “simples” no Pacaembu e rumo a Minas Gerais. E, como tem sido de costume: ‘Hoje sim, hoje sim, hoje não’.

Não que eu considerasse que o Palmeiras fosse ganhar a Libertadores. Mas, perder pro pífio Tijuana em casa, com uma festa linda da torcida com direito a frango, por favor. Caiam de pé.

Pra começar, tudo não estava ruim no Palmeiras, não esta ÓTIMO, mas ruim não estava. Começou o jogo estudando, tocando bola. Assim lá e cá. Ayrton até bateu uma falta no travessão aos 24 minutos.

Porém, dois minutos depois, o lance que acabou com o jogo. Martínez invadiu a área e rolou para Riascos. O atacante colombiano pegou mal: o chute saiu fraco, no meio do gol. Bruno se ajoelhou para segurar. Só que o camisa 1 não segurou. Ela escapou e entrou bem devagar no gol do Palmeiras. Não deu pra entender. Não deu pra acreditar.

Depois do frango, o futebol foi deixado de lado, tanto por parte do Palmeiras que se perdeu em campo, quanto do Tijuana, que só bateu.

A bagunça era tanta que aos 31 minutos, foi possível ver o juiz expulsando e desexpulsando jogador do Tijuana. (Engano, porque o jogador não havia tomado o primeiro cartão amarelo).

Nesse meio tempo, o goleiro Saucedo dava show de demora para colocar a bola em jogo. Cartão? Nada!

O auge foi o juiz terminar o primeiro tempo, quando o Palmeiras ainda tinha um escanteio para bater.

A segunda etapa não teve falava grotesca do Bruno, mas teve da arbitragem.

Sabe se lá porque, antes do jogo começar, Bruno saiu do vestiário mais cedo e foi pro gramado aquecer. Rezou e foi incentivado pela torcida. Mesmo com o frangaaasso.

Aos 6 minutos, uma falava da defesa, pra coroar a noite. Gandolfi bateu falta do meio-campo, Henrique tirou para o meio da área e Arce, em belo chute de primeira, colocou a bola no canto esquerdo de Bruno e fez a festa dos poucos xolos presentes ao Pacaembu.

Aos 16 minutos, Souza cobrou u pênalti e reverteu, aos 22, Kleber, que não costuma fazer gol, fez um legitimo de cabeça? Mas, adivinha só se o bandeirinha não deu um impedimento mal anulado? Quem duvida. Um absurdo.

Depois disso teve cabeçada errada de Souza e Henrique, chute do lado de fora da rede. Do outro lado, Riascos teve a chance de acabar com o jogo, driblou Bruno mas, Maurício Ramos, em cima do gol. Aos poucos, a torcida foi deixando o time.

Assim o Palmeiras terminou eliminado da Copa Libertadores.

Reconheço que o time é fraco, que o Bruno frangou na hora errada, mas, um pênalti não dado em Tijuana e um gol anulado no Pacaembu mudaria MUITA coisa.