Palmeiras estreia no Paulistão com boa vitória sobre Audax

Após sofrer demais nos últimos anos, o torcedor palmeirense vê o início de 2015 se mostrando extremamente promissor. Com ótimo desempenho na primeira etapa, o Verdão ganhou por 3 a 1 da equipe do Audax na tarde deste sábado (31) na Allianz Parque. Uma vitória tranquila e sem sustos.

O Palmeiras mostrou logo nos primeiros minutos de partida que o torcedor poderia se esquecer daquele time trágico de 2014. Com muita organização, marcação forte e contra-ataques rápidos, foram precisos apenas 6 minutos para abrir o marcador, com Leandro Pereira finalizando com precisão em cruzamento perfeito de Allione.

Se aos 9 minutos o sempre esforçado Maikon Leite perdeu um gol incrível, com assistência precisa de Zé Roberto, Robinho não vacilou aos 13 minutos, recebendo outra assistência açucarada de Allione, que começou a calar a boca dos bobões que o ficam chamando de “alho e óleo”.

Com o jogo nas mãos, o Verdão soube segurar o toque de bola do Audax, aproveitando para roubar bolas e contra-atacar sempre de forma infernal. Aos 15 minutos, Leandro Pereira quase faz. O adversário só teve uma chance aos 21 minutos, com Ítalo chutando e a bola desviando para escanteio.

O zagueiro Tobio também teve a chance de marcar, mas errou na finalização, aos 25 minutos. Allione arriscou um chute forte aos 27 minutos e quase faz, exigindo boa defesa do goleiro adversário. O argentino ainda sofreu um pênalti claríssimo aos 34 minutos, mas o juiz ignorou.

Sendo bastante apoiado pelo banco alviverde, Maikon Leite se redimiu do gol perdido aos 35 minutos, quando recebeu passe de Robinho e mandou a bola para o fundo das redes. O placar quase foi ampliado aos 44 minutos, com Leandro Pereira, sendo que o Audax pouco fez, perante a consistência do Verdão durante os 45 minutos iniciais.

Na segunda etapa, como seria de se esperar, o ritmo da partida caiu um pouco. O Verdão ficou mais atrás, deu espaços ao adversário e tentou cadenciar um pouco mais as ações. O Audax passou a ter maior posse de bola, mas pouco conseguia realizar de concreto, com Fernando Prass fazendo apenas uma grande defesa, aos 17 minutos, em chute de Thiago Silvi.

Aos 25 minutos, Robinho cria a primeira boa oportunidade do Alviverde Imponente na parte final da partida, com boa defesa do arqueiro adversário. Em boa jogada aos 28 minutos, Allione quase amplia o marcador, mas o chute saiu fraco e não teve sucesso.

Robinho mostrou habilidade ao cobrar falta aos 32 minutos, com o arremate passando perto da meta adversária. Aos 48 minutos, quando ninguém esperava mais nada, Francis deu bom passe para Rafinha, que ficou na cara do gol e descontou para sua equipe. Mas a partida já estava definida há muito tempo, e os três pontos ficaram mesmo em São Paulo.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass7,0– Tranquilo, teve boa presença quando exigido, e não teve culpa no gol adversário.

Lucas5,0– Apoiou pouco, mas se mostrou muito seguro no setor defensivo.

Tobio6,0– Jogou simples e não deu chances aos atacantes adversários. Saiu aos 37 minutos do segundo tempo, substituído por Jackson -sem nota-, que não teve muito tempo para mostrar serviço.

Vitor Hugo 6,0– Objetivo e sem firulas, deu conta do recado.

Zé Roberto 6,0– Um bom líder para o time dentro de campo. Só errou mais passes do que poderia se esperar dele.

Gabriel6,0– Discreto, bom na marcação e nas roubadas de bola

Renato6,0– Outro que, se não brilhou, deu conta do recado sem grandes dificuldades

Robinho7,0– Muita movimentação, com direito a um belo gol, assistência para outro e ajuda na marcação. Promissor.

Allione8,0– O melhor em campo. Duas assistência para gols, passes precisos, dribles incisivos e muita disposição. Te cuida, Valdivia. Saiu com cãibras aos 37 minutos, dando sua vaga para Cristaldo-sem nota, que se esforçou mas jogou por pouco tempo.

Maikon Leite6,0– Muita garra. Perdeu um gol feito, mas teve personalidade para se recuperar e depois fazer o seu. Pode ser útil para compor o elenco, se continuar assim. Saiu aos 21 minutos, com Vitor Luis- 5,0– entrando na lateral-esquerda e sendo discreto, sem grandes aparições.

Leandro Pereira6,0– Fez um gol, perdeu outros e deu mostrar de que pode ser um dos goleadores do time.