Palmeiras estreia no Paulista empatando com o Red Bull

Com um desempenho típico de time que está iniciando sua preparação para a temporada, mesmo em jogo valendo três pontos, o Palmeiras não passou de um empate pelo placar de 1 a 1 com o Red Bull Brasil, na noite deste domingo (20) em Campinas. O time até saiu à frente no placar, mas sofreu o empate ainda na etapa inicial, e não conseguiu voltar a liderar o placar, em sua estreia no campeonato paulista de 2019.

O início alviverde na partida até que foi promissor, e logo aos 13 minutos, Borja de cabeça, aproveitando belo lançamento de Gustavo Scarpa, abriu o marcador. O time, no entanto, recuou demais, possibilitando à equipe treinada por Antonio Carlos Zago tomar as ações do jogo. E, aos 34 minutos, Jobson acertou um belo chute de dentro da área e empatou a partida, após boa jogada do ataque do Red Bull.

Se o primeiro tempo ainda teve alguns lances mais inspirados, o segundo foi de um tédio absoluto. Com Bruno Henrique e Felipe Pires nas vagas de Felipe Melo e Gustavo Scarpa, o Verdão se mostrou sonolento e sem muita imaginação em suas ações, enquanto o time mandante não demonstrou muita capacidade para criar chances ofensivas realmente importante. E o empate acabou sendo justo, no fim das contas.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton-6,5– Seguro, não teve culpa no gol.

Mayke- 6,0– Regular, sem muito destaque.

Luan- 5,0–  Tomou um amarelo e não esteve muito seguro.

Gustavo Gómez-5,5–  Esforçado.

Diogo Barbosa- 5,0– Discreto demais, especialmente no apoio ao ataque.

Felipe Melo- 6,0– Desempenho interessante. Saiu no intervalo substituído por Bruno Henrique-6,0,  que foi ok em termos defensivos, mas pouco efetivo no apoio ao ataque, que é um de seus pontos fortes.

Thiago Santos- 6,0– A regularidade de sempre, com direito a uma ou outra subida ao campo ofensivo.

Lucas Lima-6,0– Sofreu várias faltas e tentou alguma coisa, mas sem muita inspiração.

Dudu-6,5– Buscou o jogo, sofreu faltas, mas abaixo do que sabe.

Gustavo Scarpa- 6,5– Deu uma bela assistência para o gol de Borja. Foi substituído no intervalo por Felipe Pires-5,0, que se esforçou, mas não mostrou muito o que se elogiar.

Borja-7,0– Marcou o primeiro gol do Alviverde Imponente no campeonato. Foi substituído aos 22 minutos por Deyverson-4,0, que deu uma cabeçada ao gol com certo perigo e nada muito além disso.