Palmeiras esbanja dignidade e empata no Rio

Por Fabian Chacur

Em função de tudo o que aconteceu no clube durante os últimos dias, os mais pessimistas esperavam que o Palmeiras desse mais um vexame na noite desta quarta-feira (12) no Rio, contra o Flamengo.

Felizmente, os jogadores que entraram em campo para defender nossas cores honraram a camisa que vestiram, lutaram com muita disposição e conseguiram um empate por 1 a 1, sendo que não teria sido absurdo se uma vitória alviverde fosse o resultado final.

Isso, perante uma platéia composta por mais de 22 mil pessoas, que tiveram de engolir a atuação do nosso Alviverde Imponente.

Na etapa inicial, o Flamengo teve maior tempo de posse de bola, mas não criou tantas chances, enquanto o Palmeiras investiu em contra-ataques e também não foi tão efetivo.

As melhores oportunidades do rubro-negro carioca ocorreram aos 15 minutos, quando em poucos segundos tomamos duas bolas na trave e Deola fez uma defesa espetacular, e aos 26, quando nosso goleiro defendeu chute venenoso de Thiago Neves no cantinho.

Chegamos perto do gol aos 21 minutos, quando Fernandão cara a cara chutou fraquinho nas mãos de Felipe, e aos 39 minutos, quando Maicon Leite mandou uma bomba e o zagueiro do Flamengo tirou quase que em cima da linha.

Marcos Assunção, que aos 32 minutos tomou o terceiro amarelo, sofreu contusão e teve de ser substituído por Rivaldo.

Voltando para o segundo tempo com Negueba e Jael, o time treinado por Vanderlei Luxemburgo veio com tudo para cima e conseguiu abrir o marcador aos 10 minutos, em cruzamento de Thiago Neves que não foi desviado por Jael e enganou Deola.

Sem se intimidar, o Palmeiras continuou atacando. Acredite se quiser, mas Ricardo Bueno entrou no lugar de Fernandão e fez ótima partida, abrindo espaços para os outros jogadores e dando bons passes.

Aos 18 minutos, saiu o gol alviverde. Cicinho, que voltou ao time nesta partida, fez boa assistência e Maicon Leite acertou um belíssimo chute, sem defesa para Felipe. Para nossa tristeza, o lateral-direito tomou o terceiro amarelo e também será desfalque no jogo contra o Fluminense.

Após o gol alviverde, tivemos boas chances de lado a lado, sendo as melhores um bom chute de Luan após passe de Ricardo Bueno aos 24 minutos e uma paulada de Jael, que exibiu bela defesa de Deola.

No fim das contas, ficou claro que o elenco atual do Palmeiras pode até ser fraco em termos técnicos, mas felizmente inclui gente digna em número suficiente para merecer um mínimo de respeito da nação alviverde.