Palmeiras enfrenta o rival pela primeira vez no Allianz Parque

O clássico começou na última sexta-feira. Na grito e no blefe, o tal do Mario Gobbi conseguiu colocar os torcedores do seu clube no jogo ao atacar a FPF, o MP e o presidente Paulo Nobre, que respondeu com uma pífia nota oficial.

Apesar da inexplicável subserviência da diretoria aos corintianos, dentro de campo o Palmeiras precisa deixar isso de lado e vencer de qualquer jeito.

Em 1976, as duas equipes se enfrentaram pela última vez no saudoso Palestra Italia, mas este é o primeiro dérbi disputado no Allianz Parque. Não dá pra começar esta história com uma derrota.

Além disso, depois de anos de péssimas administrações, o Palmeiras corre o risco de perder a supremacia no confronto direto com o seu principal rival (121 a 119). Temos que voltar a aumentar essa vantagem.

Mais de 26 mil ingressos foram vendidos para o clássico e os rivais também estarão por lá. Torço para que tudo corra bem também fora de campo.

O time que vai a campo hoje é praticamente o mesmo que bateu o Audax por 3 a 1, no último final de semana. O volante Amaral foi relacionado, mas acabou sendo cortado da lista. Ainda sou mais ele do que o Renato.

Também não podemos descartar a presença de Robinho, que entrou muito bem contra a Ponte Preta, entre os titulares. O time funcionou melhor com um meia “clássico” como ele. Vamos ver o que o Oswaldo pensa sobre isso.

O provável time que vai a campo é o seguinte: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Renato e Gabriel; Allione, Alan Patrick (Robinho) e Dudu; Leandro Pereira.

O melhor pós-jogo do dérbi você escuta aqui no Clube Mondo Verde.

Abraço a todos!