Palmeiras enfia três na Ponte Preta e confirma boa fase

O torcedor palmeirense que esteve neste sábado no Pacaembu mal conseguia se lembrar que esse time vibrante era o mesmo que a pouco tempo atrás mal conseguia marcar um gol por partida e ficava sem vencer por várias semanas.

Desde o primeiro segundo de jogo, o Palmeiras buscava o gol e sufocava a Ponte Preta no campo de defesa. Logo no segundo minuto de jogo, Assunção levantou na área, e Artur cabeceou com perigo e o goleiro Edson Bastos fez uma boa defesa.

Aos 12 minutos, Assunção cruza na área mais uma vez, a zaga rebateu mal e Barcos chutou devagar no canto esquerdo para abrir o placar e levantar os mais de trinta mil palmeirenses que estavam no estádio.

Mesmo com a vantagem, o Palmeiras não se retraiu em campo como costumava acontecer e continuou no ataque. Dois minutos depois, Maikon Leite recuperou a bola, chegou na ponta direita, cruzou rasteiro e Barcos apareceu sozinho para fazer o seu segundo gol.

Aos 32 minutos, Assunção bateu falta do do lado esquerdo do campo, Edson Bastos espalmou, mas o impedimento foi marcado logo em seguida. O terceiro gol poderia pintar ali, num rebote.

No final da primeira etapa, Marcos Assunção cruzou na área, a bola desviou no volante Renê Júnior e passou raspando na trave direita.

No segundo tempo, o Verdão voltou cadenciando um pouco mais o jogo, sem todo aquele ímpeto, mas tentando encaixar algum contra-ataque.

Foi numa dessas decidas que, aos 14 minutos, Marcos Assunção avançou um pouco mais, chutou rasteiro de fora da área bem no canto direito do gol e marcou um golaço que fechou o placar. 3×0.

Três minutos depois, Valdívia recebeu sozinho dentro da área e bateu no mesmo canto direito, mas a bola bateu caprichosamente na trave.

Aos 27 minutos, Barcos também carimbou a trave depois de dar uma entortada no zagueiro da Ponte. Seria o seu terceiro gol, mas foi a segunda bola seguida na mesma trave direita.

Depois disso, o Palmeiras tirou um pouco o pé e foi a vez de Bruno relembrar a boa fase que teve na Copa do Brasil e fazer ótimas defesas para garantir o placar de 3 a 0.

Demos mais um passo, faltam ainda mais seis…mas o padrão tático e ânimo da equipe agora é outro.

Vamos em frente Verdão…EU ACREDITO!!!