Palmeiras apenas empata com o Sao Caetano

Por Fabian Chacur

Mais uma vez o Palmeiras mostrou dificuldades ao jogar em “casa” contra um adversário retrancado e não conseguiu superá-lo. O 0 a 0 acabou sendo o placar que os cerca de 20 mil torcedores presentes não esperavam ter de encarar.

No caso da tarde deste domingo (4), quem conseguiu sair com um pontinho do estádio do Pacaembu foi o São Caetano, treinado pelo abominável retranqueiro Márcio “Pastor” Araújo.

Na etapa inicial, o Verdão dominou a partida e até que chegou de forma constante e com perigo à área do São Caetano, mas se saiu mal nas finalizações.

A rigor, a grande chance alviverde ocorreu aos 26 minutos, quando cobrança de falta de Daniel Carvalho bateu na trave e o goleiro Luiz fez milagre para defender o chute de Barcos, no rebote. O atacante argentino também chutou outras duas bolas perigosas, uma aos 5 e outra aos 14 minutos.

Enquanto isso, o São Caetano teve dois bons chutes de Moradei de fora da área aos 12 e 24 minutos, além de duas oportunidades aos 42 minutos, com boa defesa de Deola após cobrança de falta, e aos 44 minutos, quando Henrique e Maurício Ramos e Henrique bateram cabeça e quase Marcelo Costa abre o marcador.

O time voltou para o segundo tempo com Valdívia no lugar de Daniel Carvalho. O camisa 10 alviverde até correu e tentou algumas jogadas, mas a falta de ritmo atrapalhou bastante.

Aos 13 minutos, João Vitor deu sua vaga a Patrik, e o desempenho alviverde caiu ainda mais. Tanto que o Palmeiras teve raríssimas chances claras de gol, abusando das finalizações erradas com Barcos e Maikon Leite.

Gastando o tempo e apelando para o antijogo o tempo todo, o São Caetano ainda teve boas oportunidades aos 18 minutos, com Marcelo Costa, aos 30, em cobrança de falta defendida por Deola, e aos 34 minutos, quando Geovani e Marconi exigiram muita agilidade por parte do goleiro alviverde.

Que esse novo empate em partida com nosso mando de campo possa servir de lição a Felipão, pois se isso ocorrer em uma partida na fase decisiva…