Palmeiras empata com o Vasco no Pacaembu

Por Fabian Chacur

Em partida bastante disputada e de pouca técnica na fria noite desta quarta-feira (16) no estádio do Pacaembu, o Palmeiras acabou ficando no empate com o Vasco da Gama pelo Brasileirão 2011. Foi a 16º igualdade da equipe de Luis Felipe Scolari no torneio, um recorde bizarro em um ano péssimo.

Se a expectativa do torcedor alviverde já não era lá muito animadora em relação a encarar o vice-líder do campeonato, a coisa só piorou ao tomarmos um gol logo aos 3 minutos. Após cobrança de escanteio, a zaga e Deola falharam e Dedé abriu o marcador, de cabeça.

Aos 5 minutos, quase Felipe amplia, em chute que passou perto do gol do Verdão.

A partir daí, o Palmeiras passou a criar algumas chances, a maior parte delas em jogadas de bola parada com Marcos Assunção, sendo as mais perigosas aos 16 e aos 24 minutos.

Por sua vez, o Vasco teve boas chances em contra-ataques proporcionados pela defesa e pelo meio-campo palestrinos que, felizmente, não soube aproveitar com Eder Luis, Diego Souza e Jumar Bianchi.

A etapa final parecia ir para o mesmo rumo, com o Vasco perdendo duas ótimas chances aos 2 minutos, com Alan, e aos 13, com Felipe. Pouco depois, Felipão resolveu arriscar com sangue novo em campo, colocando Felipe Carmona e Dinei nas vagas de Patrik e Ricardo Bueno.

Deu certo. Aos 18 minutos, Luan fez o gol de empate, aproveitando rebote de Fernando Pras em chute de Dinei. Carmona, por sua vez, deu mais velocidade ao meio-campo e ataque palmeirense, sofrendo faltas que Marcos Assunção não conseguiu converter.

O Vasco teve pelo menos três oportunidades para fazer o segundo gol, mas seus jogadores não tiveram competência na hora agá. Por sua vez, o Verdão não conseguiu a virada perante os pouco mais de oito mil heróicos pagantes, que encararam garoa forte e frio para ver seu time do coração empatar mais uma.